Wines of Chile apresentou os Extremos do Chile. Vinhos que merecem atenção.

winesofchile_header

Em grande evento, a Wines of Chile trouxe para o Brasil 31 vinícolas para fazer um grande tasting para jornalistas, consumidores e trade especializado. Não bastasse isso, tivemos também uma MasterClass com alguns vinhos selecionados pelo conhecido Sommelier Hector Riquelme (e se você não reconhecer ele, é porque o cara fez um super regime e emagreceu metade dele). Essa MasterClass, denominada “Extremos do Chile” foi muito bacana, porque pudemos conhecer alguns vinhos diferentes, fugindo daquele tradicional que estamos acostumados e ver que quando falam que o país tem uma enorme diversidade vinícola, o pessoal tem razão.

winesofchilesp

Os vinhos abaixo valem muito a atenção e prova. Se você encontrá-los por aí e estiver disposto a se aprofundar um pouco mais nos vinhos do país, não hesite. Todos são muito bacanas. E recomendo que você tenha um mapa (serve até Google Maps) ao lado para ver onde foram produzidos, pois tem até um que foi feito em pleno deserto.

Lago Ranco Sauvignon Blanc 2013
Casa Silva
Região Austral, Patagônia.
Vinho com excelente estrutura, bem harmônico. No nariz tem toques minerais diferentes. Na boca parece quente, mas não incomoda. Tem uma excelente acidez. Final fica na boca com frutas bem aparentes. Belíssimo vinho.

Talinay Chardonnay 2012
Tabalí
Vale  do Limarí
Aromas com toques calcários que aparecem bem e deixam o vinho bem diferente dos chardonnays “padrão”. Acidez alta, frutas em harmonia e nada daquelas frutas passadas. Foi fermentado em barrica e depois ficou 12 meses amadurecendo, mas não aparecem aquelas notas de baunilha que podem enjoar. (Aparecem pouco,mas bem ao fundo).

Los Patrícios Chardonnay 2011
Pandolfi Price
Vale de Itata
No nariz e na boca são mais típicos da Chardonnay tradicional, mas com um toque de fruta passada. Fica bastante tempo na boca e acho que deve ser melhor com uma boa comida.

Gallardía del Itata Cinsault 2013
De Martino
Vale de Itata
Pura fruta no nariz e na boca. Bem equilibrado e com boa acidez. Fica pouco tempo na boca, mas é muito agradável e fácil de beber, daqueles para se abrir num dia quente e desfrutar sem grandes frescuras.

Outer Limits Old Roots Cinsault 2013
Cinsault mais potente no nariz e na boca, com bastante acidez e um vinho que não passa despercebido. Fica na boca por bastante tempo, com as frutas vermelhas bem marcadas.

Tara Red Wine 1: Vinho base Pinot Noir 2012
Viña Ventisquero
Vale de Huasco/Atacama
É um Pinot Noir bem diferente com aromas mais selvagens, com toques de frutas e junto um pouco de folhas. Acidez bem bacana. Não é filtrado, natural e praticamente sem sulfito.

Los Despedidos Pais 2013
Viña San Pedro
Vale de Itata
Bastante fruta e boa acidez. Um vinho feito com uma uva que não era tão utilizada até há pouco tempo, mas que é bem agradável. vale conhecer pela qualidade e por ser de uma uva quase extinta.

Errazuriz Syrah Aconcágua Costa 2012
Vale de Aconcágua
Um Syrah que tem bastante aroma e na boca é bem “nervoso”. O seu frescor deixa ele fácil de beber e não fica chato na boca.

El Insolente Carignan 2010
Rogue Vine
Vale de Itata
Um vinho super interessante (seria bom provar mais vinhos feitos com Carignan).  Muita fruta e com um leve toque medicinal ao fundo, mas sem sobressair às frutas. Na boca é nervoso, mas ao mesmo tempo tem uma boa elegância.

Piedras Pizzaras Cabernet Sauvignon 2013
Santa Carolina
Vale de Cachapoal
Vinho elegante, sem grandes notas de frutas super doces, daquelas que enjoam. Esse vinho tem um equilíbrio impressionante. Na boca tem o corpo ideal,sem ser muito pesado. Na boca fica um final longo. Bem interessante para conhecer um Cabernet Sauvignon do Chile sem muita fruta e com bastante elegância.

Se quiser saber mais sobre as iniciativas da Wines of Chile, acesse o site deles aqui.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>