Vinhos Cuarto Domínio – De Mendoza, sem complicação

Os vinhos da Cuarto Domínio chegaram ao Brasil. Essa é uma vinícola relativamente jovem, que nasceu em 2008, mas que começa com muita história. Comandada por Javier Catena, quarta geração de uma família que produz vinhos em Mendoza há mais de  100 anos e que o sobrenome já diz tudo.

A idéia de Javier é fazer vinhos fáceis de beber, sem muita maquiagem e que expressem bem as variedades que ele trabalha. Seu pai, Jorge, também enólogo e com bastante experiência, aceitou o desafio e juntos começaram o trabalho.

E pelo jeito vai longe, porque os vinhos são realmente bons. Provei os 5 vinhos importados pela Ravin e gostei de todos. O que mais me chamou a atenção foi o branco, que realmente é diferente, vibrante, forte e daqueles que não passa despercebido em nenhuma degustação. Veja abaixo um pouco sobre os vinhos, mas mais do que isso, experimente. Além de tudo, os vinhos de entrada são baratos e valem a prova.

tolentino_grigioTolentino Pinot Grigio 2012 
Leve toque cítrico e frutas em calda, mineral. Na boca é muito interessante. tem um toque adocicado no final, que dá uma misturada com o mineral e fica realmente muito bom. Foi o destaque do dia.
R$ 58

Lote 44 Malbec 2012 
É o vinho de entrada deles. Tem os aromas típicos dessa uva e é inclusive bem didático, para aprender mesmo sobre um malbec de Mendoza. Na boca até me surpreendeu, tendo um pouco mais de corpo do que eu imaginava. Aguenta bem uma boa carne.
R$ 48

Tolentino Malbec 2012
O nome é em homenagem à cidade natal de seu bisavô. É mais elegante e um pouco mais complexo, com toques de ameixa preta, leve floral e um final de baunilha. Boa acidez.
R$ 58

Chento Malbec 2010
O nome vem em homenagem a um amigo do fundador, que trabalhou junto com ele por muitos anos. Esse é um Malbec com 10% de Cabernet Franc e também um dos meus preferidos. No nariz tem fruta em geléia e leve tostado. Taninos macios e fáceis, acidez na medida.
R$ 78

Cuarto Dominio 2009
Esse é o top da vinícola (e claro, o mais caro). É potente, estruturado e complexo. Fruta vermelha madura, madeira, defumado e toques florais. Na boca é muito elegante e potente ao mesmo tempo.
R$ 298

Em meio a tantos Malbecs da Argentina, esse com certeza tem seu lugar de destaque.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>