Vinhos A. Mano, direto da Puglia para o Brasil

amano_header

Três anos atrás eu estive pela primeira vez junto com o pessoal da Ravin, a importadora da A. Mano. Foi um almoço onde conheci o Rogério e a Viviane (Sócios da importadora) e também a produtora, a Elvezia, que veio direto da Puglia, sul da Itália, para apresentar seus vinhos

Lembro-me daquele dia muito bem. Eu até cheguei atrasado e não sabia direito nem o que estava rolando. Acho que nem sabia direito onde era a Puglia.

Depois de 3 anos, eu posso dizer que considero o Rogério e a Viviane meus amigos do vinho. Pessoas muito boas, alto astral e que trabalham sério para melhorar o nosso mercado. E nesse meio tempo também não só entendi melhor sobre a Puglia e seus vinhos como pude ir à região. E como o vinho está muito ligado à emoção, pensar na Puglia e também nesse produtor me deixam muito feliz.

Amano-IMPRINT-EN-ITAgora, nesta apresentação, a Elvezia veio apresentar novas safras e um vinho novo. Juro que as minhas impressões abaixo sobre os que eu provei são as mais imparciais possíveis, exceto pelo Imprint, o último, que me deixou realmente encantado. O Mark Shannon (enólogo), conseguiu juntar duas coisas que eu amo da Itália: a Puglia e as uvas passitas. Aí, meu caro, não teve jeito. Foi amor declarado ao primeiro gole.

Recomendo que se prove os vinhos da A. Mano. O branco me parece um pouco caro, mas os outros têm preços excelentes. Se aceitar minha dica e estiver com pouco dinheiro, prefira o Imprint. Esse é um espetáculo e custa menos de 100 reais. Veja abaixo os vinhos provados e um breve resumo de cada um.

A. Mano Bianco IGT 2012
50% Fiano Minutolo e 50% Greco. Uvas típicas da Puglia. Vinho fresco, leve e fácil de beber. Uma parte das uvas Fiano passa por apassitamento. Final bem marcado, com boa acidez. Foi muito bem com brie e geléia de damasco.

Promessa Orgânico 2009
Syrah e Merlot. Vinho bem elaborado e fácil de beber, com toques de pimenta bem suaves. Ótimo preço.

A. Mano Negroamaro IGT 2008
Fresco, leve. Leve pimenta e um pouco de madeira seca.

A. Mano Primitivo IGT 2009
Tem toques de madeira e de defumado, mas não em excesso. O bom frescor compensa.

A. Mano Prima Mano IGT 2008
Mais intenso, forte e com toques de frutas passas. Vinhedos velhos.

A. Mano Imprint Apassito IGT 2012
Feito com a uva Primitivo que é colhida e fica sendo secada lentamente por 5 semanas antes de ser prensada. Sente-se o apassitamento, deixando o vinho mais suave e com um pouco mais de açúcar, mas sem enjoar.

You Might Also Like

Um comentário

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>