Viña Santa Carolina, muito além do Reservado

Estive no Chile a convite da Viña Santa Carolina (e da Assessoria de Imprensa, a Cristina Neves) para conhecer um pouco mais sobre essa vinícola que é praticamente um símbolo chileno. Muito antiga, hoje é uma potência que exporta para muitos países uma gama bem completa e interessante de vinhos.

Aqui no Brasil o vinho Santa Carolina Reservado é o mais conhecido e para os mais desavisados (se é que existe alguém que beba vinho e que não conheça) é um vinho básico deles, que é muito popular por aqui e pode ser encontrado em qualquer supermercado. Tem um preço acessível e uma qualidade proporcional ao seu preço.

Mas a Viña Santa Carolina vai muito além do Reservado. Aliás, vai além da própria vinícola, pois eles possuem 4 outras, dentre elas a Viña Casablanca, que não visitamos mas pudemos provar também seus vinhos e me impressionaram bastante.

São basicamente 4 linhas que compõem o portfólio da Viña Santa Carolina, além do famoso Reservado: Specialties, Reserva de Família, VSC e o top, o Herencia. Já provei vários deles de diversas gamas e um dos vinhos que eu gosto muito é o Specialties Dry Farming Carignan.

Provei por lá também o Santa Carolina Chardonnay Specialties 2009, que é fermentado em madeira e depois fica 6 meses lá descansando nos barris. Isso dá um vinho bem estruturado, mas ainda assim não muito pesado e com uma boa tendência gastronômica, ou seja, vai bem com vários pratos.

Outro que me agradou foi o Santa Carolina Ocean Side Sauvignon Blanc 2012, que tinha bons aromas na taça mas sem enjoar e combinou muito bem com umas entradas de frutos do mar.

Quando provamos a linha Reserva de Família o negócio ficou ainda mais sério. Tanto o Reserva de Familia Chardonnay 2010 quanto o Reserva de Familia Cabernet Sauvignon 2010 estavam muito bons. Cada um em seu estilo, mas muito gastronômicos e bem interessantes.

Para fechar com chave de ouro, provamos ainda o Herencia, que é o top da vinícola. Mas isso foi já de volta no Brasil e merece um post separado. Em breve eu conto essa história por aqui e falo um pouco do vinho, que é um canhão!

Então se você ainda pensa que a Santa Carolina é sinônimo de Reservado, precisa se atualizar. Vale uma visita ao site deles e claro, à vinícola, na sua próxima ida ao Chile. Depois me conte se gostou.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

3 Comentários

  1. 1

    Daniel, vc sabe se é necessário agendar a visita, pois estou em Santiago e não consigo agendar pelo site…
    Abraços

  2. 2
  3. 3

    Daniel, obrigada pelo belíssimo post sobre Santa Carolina.
    Para obter mais informações a respeito de visitas, procurar por Catalina Gracia, cgracia@santacarolina.cl
    Ela é a responsável por Hospitality e pode responder como proceder.
    Obrigada e bom ano a todos.
    Cris Neves

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>