Viña Montes – qualidade e inovação andando juntas

Na minha primeira viagem ao Chile eu estive na Viña Montes. Foi um dia muito legal, pois estava com a minha esposa e passamos lá sem grandes pretensões. Depois de conversar um pouco com o pessoal do varejo (que tem uma loja bacana, com bons preços), sugeriram que fossemos nos fundos, onde tem um bar. Lá ficamos e almoçamos, em um lugar fantástico, onde reina o silêncio, com vista para os vinhedos.

Lembro-me perfeitamente do dia, quando bebi um Montes Rosé. Estava uma delícia (e não poderia ser diferente, pois estávamos muito felizes na viagem).

Nessa minha nova visita, dessa vez muito mais técnica, estava curioso para saber se gostaria tanto dos vinhos como gostei da primeira vez. E gostei! Aliás, gostei bastante. O pessoal faz coisa séria por lá. Vale a pena ficar de olho (e se puder, comprar).

Vejam o que eu provei e o que eu mais gostei.

Montes Sauvignon Blanc Limited Edition Leyda 2012
Produzido no Vale de Leyda, é muito aromático, boa acidez. É daqueles que explodem de aroma na taça, mas não acho que incomoda tanto. Bom final, com a fruta mantendo-se presente, como maracujá.

Montes Sauvignon Blanc Outer Limits 2011
Vale de Aconcagua. Aromas mais doces, mais doce na boca também. Toques mais de aspargos, que também dão uma característica legal para o vinho.

Montes Alpha Chardonnay 2011
Tem madeira, trazendo aromas mais amanteigados, mas não incomoda. Bem regular e com final bem marcado da madeira, mas não é muito cansativo. Fica parte do vinho 12 meses em barrica. Ainda prefiro os Sauvignon Blanc deles.

Montes Alpha Pinot Noir 2010
Leve e fácil de beber, na boca tem boa acidez, mas o final é um pouco curto. OK, esperava mais.

Montes Outer Limits 2011
Um pouco mais concentrado, boa fruta, acidez no ponto, final mais interessante que o anterior. Pinot fresco e fácil de beber, com qualidade. Entre os dois, mesmo que esse seja mais caro, recomendo. Esse me encantou.

Montes Carmenere Limited Edition 2009
Esse vinho foi feito especialmente para o Brasil. Tem 90% Carmenere e 10% Cabernet Sauvignon. Boa estrutura, nariz de pimenta, tabaco, tostado. Na boca é bem equilibrado e até agora um dos melhores Carmenere que já provei aqui no Chile, pela sua elegância e equilíbrio.

Montes Twins 2011
Nasceu com a idéia de combinar o melhor do Chile com o melhor da Argentina. Tem metade de Cabernet Sauvignon e metade de Malbec.
Boas notas de tostado, chocolate, bem intenso de frutas, menta. Na boca eu esperava um pouco mais de estrutura, mas é bem fácil de beber.

Montes Alpha Malbec 2010
Um vinho muito tânico, com corpo médio. A Malbec no Chile é diferente. É legal, mas eu ainda fico com os Malbecs da Argentina. Acho que faltou estrutura.

Montes Alpha Merlot 2010
Toque de verdor, folhas, frutas. Na boca é macio e com bons taninos. Não é um vinho para envelhecer,  mas que pode ser guardado por uns 5 anos.

Montes Alpha Cabernet Sauvignon 2010
Um vinho clássico, que tem um final bem legal. Os taninos ainda estão um pouco duros e pode ser guardado por algum tempo.

Montes Alpha Syrah 2009
Bem preparado, com aromas bem marcados, mas com o álcool aparecendo um pouco. Mas se deixar decantando por um tempo, vai ter um bom vinho depois de uma hora.

Montes Alpha Carmenere 2010
Toques de pimentão, frutas doces, taninos ainda jovens. Bom, mas não encanta.

Montes CGM Outer Limits 2010
Carignan, Grenache, Mourvedre. Toques balsâmicos, animal, na boca é bem equilibrado, final bem marcado. Um belo vinho que surpreende e devemos ter atenção. Esse eu queria trazer, mas não consegui.

Montes Alpha “M” 2010
Um Ícone que é um grande vinho. Anda está jovem e com certeza Ficará muito melhor com o tempo.

Montes Folly 2010
Ícone feita com Syrah, denso, forte, intenso. Para quem gosta de Syrah intenso, esse é um deleite.

Montes Folly 2003
Trouxeram para provarmos esse Montes Folly 2003, para vermos como o vinho envelhece. Sensacional! O vinho evolui muito bem, e ainda está fresco, por incrível que pareça. Na vinícola dá pra comprar essa safra e até a 2002. Existe também para venda no Brasil.

Purple Angel 2010
92% Carmenere, 8% Petit Verdot.
Floral, rosa mosqueta, Um grande vinho no nariz e na boca. Boa estrutura, longo. Para beber com calma.

No Brasil você compra os vinhos da Viña Montes na Mistral. Se for até a vinícola, aproveite para passar no bar deles. Tenho certeza que não vai se arrepender.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

    Bom Dia Daniel,

    realmente a visita a vinícola Montes é muito interessante e convidativa. Além de estar ao lado de outras tantas vinícolas do Vale Colchagua. Vale a pena passar uns dois dias na região.

    Abs.

    Eduardo

  2. 2

    Olá Daniel,
    Apesar de ser fã da Montes, tenho saudades dos seus antigos vinhos, quando ainda eram inspirados nos grandes Franceses. No dia dos pais, degustei um Montes Alpha C. Sauvignon 2001 que deu uma verdadeira surra, para o meu gosto, no grande Nícolas Catena Zapata 2000. Infelizmente isto não se repetiria nas safras atuais, pois a imposição do mercado Norte-Americano fez com que a vinícola desse prioridade ao álcool, madeira e a explosão de frutas ao invés da elegância dos seus “velhos” tintos.
    Abç,
    Claudio

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>