Daniel Perches

Daniel Perches é publicitário e blogueiro. Apresenta o programa chamado Winebar e uma feira de vinhos chamada Encontro de Vinhos. Agora que é pai do Antonio, se emociona com muito mais facilidade.

Rancho do Vinho - Dica pra quem ficar em Sampa durante o Carnaval Previous post Rancho do Vinho - Dica pra quem ficar em Sampa durante o Carnaval La Cave Jado – a casa dos vinhos franceses Next post La Cave Jado – a casa dos vinhos franceses
Winelands Clube de Vinhos

6 Comments

Page 1 of 1
  1. Eugênio Oliveira
    Eugênio Oliveira 16 de fevereiro de 2010 at 10:22 AM .

    Oi Daniel,

    Já tomei esse vinho em uma degustação com outros 2 vinhos brasileiros, o Prelúdio (Marco Danielle) e o Churchill (100% Cabernet Franc, vendido aí em SP, se não me engano na Saint Vin Saint). O Villa Bari Gran Rosso se mostrou interessante no nariz, lembrando valpolicella e alguns amarones, com aquele amargor adocicado. O problema é que, na minha opinião, o vinho se tornou enjoativo pelo seu adocicado, baixa acidez, sem aptidão gastronômica. O caráter adocicado só foi superado pelo Churchil, que conseguiu ser mais doce ainda.

    Um abraço.
    Eugênio
    http://www.decantandoavida.com

  2. Vinho para Todos
    Vinho para Todos 16 de fevereiro de 2010 at 11:43 AM .

    Daniel, sempre que vou ao Vale dos Vinhedos encontro esse vinho por lá. Não me recordo o preço, mas não é barato. No restaurante/loja CANTA MARIA sempre tem. Seu comentário me encorajou a experimentá-lo.

    Saúde!

  3. Claudio
    Claudio 17 de fevereiro de 2010 at 12:25 PM .

    Daniel,

    A percepção com relação ao Merlot foi bem semelhante a sua. Vc não acha que se eles colocassem um pouco menos de uva passificada na composição o vinho cresceria?

    Outra coisa curiosa é que a vinícola e as parreiras ficam na região metropolitana de Porto Alegre.

    Outra dica de vinho garimpado que temos que provar: Maximo Boschi CS 2000.

    Abs.,

Leave a Reply