Villa Bari Granrosso 2006

Aceitei o desafio do meu amigo Claudio (Le Vin au Blog), que é um grande farejador de vinhos diferentes. Ele já havia me apresentado o Hex Von Wein que eu já comentei aqui e então resolvi provar o Villa Bari, que é produzido pelo senhor Luiz Alberto Barichello (qualquer semelhança com o piloto é mera coincidência). A princípio eu estava em busca do Merlot deles, que foi muito bem indicado. Por não encontrar, fiquei com o Granrosso mesmo. Esse é um corte de Cabernet Sauvignon e Merlot, produzido com uvas colhidas tardiamente. Mas não se engane, pois não se trata de um Late Harvest (ou vinho de sobremesa), mas sim de um tinto seco.

Para alguém mais desavisado, é possível levar um susto. O vinho tem algumas características bem diferentes e interessantes e que precisam ser bem compreendidas antes de serem julgadas, pois pela característica da colheita da uva, o vinho torna-se um pouco diferente.

Com uma coloração tendendo ao granada e com um bom halo de evolução, o vinho é límpido e cristalino. Suas lágrimas não são as mais lentas, mas são bem distribuídas e permanecem descendo por um bom tempo as paredes da taça.

villabari_granrossoNo nariz surgem aromas muito interessantes, partindo do vegetal, passando por frutas (muito doces) e um toque animal, como couro.

Mas é na boca que percebemos a diferença. Por suas uvas serem colhidas um pouco depois de sua maturação completa, há um pouco mais de açúcar nelas. E está aí a diferença desse vinho. Apresenta uma boa acidez e taninos bem resolvidos, mas o que mais é ressaltado é o final adocicado. Um tanto diferente, sem dúvida.

Produzido propositalmente dessa forma, é o resultado da tentativa de reproduzir o que o Sr. Luiz Alberto faz em parceria com um produtor em Valpolicella, na Itália. Lá eles produzem um Amarone que já foi inclusive premiado.

O Granrosso custa em torno de R$ 60,00 e só é encontrado (por enquanto) no Sul e no Rio de Janeiro. Aqui em São Paulo, só por encomenda. Quem se habilita?

Abraços

Daniel Perches

You Might Also Like

6 Comentários

  1. 1

    Oi Daniel,

    Já tomei esse vinho em uma degustação com outros 2 vinhos brasileiros, o Prelúdio (Marco Danielle) e o Churchill (100% Cabernet Franc, vendido aí em SP, se não me engano na Saint Vin Saint). O Villa Bari Gran Rosso se mostrou interessante no nariz, lembrando valpolicella e alguns amarones, com aquele amargor adocicado. O problema é que, na minha opinião, o vinho se tornou enjoativo pelo seu adocicado, baixa acidez, sem aptidão gastronômica. O caráter adocicado só foi superado pelo Churchil, que conseguiu ser mais doce ainda.

    Um abraço.
    Eugênio
    http://www.decantandoavida.com

  2. 2

    Daniel, sempre que vou ao Vale dos Vinhedos encontro esse vinho por lá. Não me recordo o preço, mas não é barato. No restaurante/loja CANTA MARIA sempre tem. Seu comentário me encorajou a experimentá-lo.

    Saúde!

  3. 3

    Daniel,

    A percepção com relação ao Merlot foi bem semelhante a sua. Vc não acha que se eles colocassem um pouco menos de uva passificada na composição o vinho cresceria?

    Outra coisa curiosa é que a vinícola e as parreiras ficam na região metropolitana de Porto Alegre.

    Outra dica de vinho garimpado que temos que provar: Maximo Boschi CS 2000.

    Abs.,

  4. 4

    Claudio

    É uma ótima colocação. Não sei se estamos preparados para receber esse tipo de vinho aqui. Talvez o Sr. Luiz tenha uma ótima idéia, mas o mercado não acompanha (ainda). Vou encaminhar essa idéia para ele e quem sabe não vemos algo em breve?
    Sobre o Maximo, já sabe o que eu vou te pedir, não é? Se puder trazer pra mim na próxima vinda a São Paulo, te agradeço.

    Abraços

    Daniel

  5. 5
  6. 6

    Eugênio

    Sinto informar mas o Churchill já acabou. Eu estou com uma garrafa em casa, mas estou guardando para ele amadurecer mais um pouco.
    Realmente o vinho tem uma ponta doce que se acentua. Entendo que seja a proposta do vinho. Vou provar o Churchill e depois te conto.

    Abs

    Daniel

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>