Trapiche mostrou de novo que tem excelentes vinhos

Eu já estive na Trapiche algumas vezes. A primeira vez foi para fazer o projeto Estrada do Vinho e depois voltei lá para provar mais alguns vinhos. E nessa minha última viagem à região de Mendoza tive o prazer de voltar pela terceira vez. E se você pensa que eu cansei de ir lá, está enganado, porque eu sou fã dos caras. Uma bodega que produz 10 milhões de litros poderia ser algo de “massa” e fazer só vinhos industrializados, mas eles têm algo especial em cada um dos vinhos. Fiquei sabendo também que estão fazendo um Malbec orgânico que vai ser biodinamico certificado. Ainda não sabem quando terão a certificação e por enquanto não vai para o mercado, mas para quem gosta, é bom ficar de olho.

E dessa vez conheci o grande Sergio Case, que é um dos enólogos e que, depois, em um jantar na bodega, me contou inclusive que está fazendo vinhos em um projeto particular. Gostei da idéia e pedi mais informações para ele. Veja o que ele me contou sobre isso e sobre algumas tendências também durante o Argentina Wine Awards 2013.

E para não perder o costume, aí estão os vinhos que eu provei da Trapiche

Finca Las Palmas Gran Reserva Chardonnay 2011
Vem do Vale do Uco. Querem algo mais cítrico, mineral. É o top da vinícola. 100% barrica, 8 meses.o nariz é bem interessante, com muita fruta. Na boca é mais pesado, mas bem estiloso.

broquel_petit_VerdotBroquel Petit Verdot 2011
Gostei bastante. Aromas muito fortes, é um vinho que você sente desde longe da taça. Na boca é potente, intenso. Bom final, vai indo embora devagar. Um vinho gastronômico, porque tem boa acidez, sabor muito atraente e não é cansativo. 14 meses barrica.

Broquel Cabernet Franc 2010
Fruta, carne, pimentão, especiarias. Na boca é forte, mas já um pouco macio. Um vinho para acompanhar uma carne como um ojo de bife. 14 meses barrica.

Finca Las Palmas Gran Reserva Malbec 2010
Um bom Malbec, bem típico e bem fácil de beber. 18 meses de barrica. Vale a pena provar. Muito macio e redondo.

Finca Las Palmas Cabernet Sauvignon 2010
Também me chamou muito a atenção. Muito intenso no nariz, para quem gosta de um bom Cabernet Sauvignon. Taninos bem fortes e ainda jovem. Muito bom.

Trapiche Single Vineyard Jorge Miralles 2009
Muito intenso, fruta bem presente, leve álcool sobrando, bastante tanino.

Yscay Malbec & Cabernet Franc 2008
Excelente combinação, traz a fruta do Malbec e a potência do Cabernet Franc. Na boca não é tão persistente quanto o anterior, mas é bem legal.

Yscay Syrah & Viognier 2010
É o “Serie 1” de uma série que vão fazer com enólogos que sejam especialistas em alguma uva.
Elegante, não é tão explosivo, mas que faz com que você queira beber sempre mais. Fresco, com acidez na medida certa. Final que vai embora devagarinho.

E se você for à Mendoza, pode ser um belo passeio conhecer a Trapiche. Depois me conte como foi.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>