The Crossings Pinot Noir Reserve 2010

the_crossings_header

Depois de provar o Sauvignon Blanc da vinícola The Crossings, da Nova Zelândia (veja o post aqui), eu fiquei bem curioso para conhecer o Pinot Noir. É fato que o Sauvignon Blanc me conquistou e  expectativa estava alta com esse tinto, pois eu já tinha até ouvido falar bem dele.

E como eles estiveram no Encontro de Vinhos Campinas, eu pude provar durante a degustação do Top5, junto com outros profissionais do setor. E o resultado foi acima das minhas expectativas. O vinho é muito interessante.

crossings_Pinot_Noir_2010Imagine as frutas da Pinot Noir da Borgonha, em seus vinhos mais leves e frutados (como os de Santenay, por exemplo) e junte um pouco de toque selvagem, como folhas e grama. Ao mesmo tempo tem um aroma de barrica de leve, como uma madeira mais seca, mas bem aromática.

Na boca tem muita acidez e as frutas continuam aparecendo com toda a força. Ë daqueles Pinots que a gente tem que harmonizar, comer algo “digno”, mas que no fundo a gente só quer beber ele sozinho.

Esse é importado pela Max Brands e eu não sei o preço, mas deve ser algo entre 100 e 150 reais. Se você curte Pinot Noir, vale a pena conhecer.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>