The Crossings Pinot Noir 2015 – Nova Zelândia

Dizem que a Nova Zelândia é um país que tem boas condições para produzir tintos com a uva Pinot Noir e brancos com a uva Sauvignon Blanc. Eu posso afirmar que a maioria dos vinhos que eu bebi desse país, dessas duas uvas, foram realmente muito bons.

E o The Crossings Pinot Noir 2015 é um deles, que eu já bebi algumas vezes e sempre que posso, volto a beber. É daqueles que vem com uma cor mais clarinha e aromas deliciosos de frutas e um leve toque de madeira ao fundo. Na boca ele é super potente e dá até um susto, pois pela cor parece que vai ser “levinho”, mas tem bastante corpo e potência.

É uma delícia com uma carne de porco com pouca gordura ou com um queijo brie e uma geléia de frutas vermelhas.

Esse é importado pela Domno, mas eu recebi esse pelo Clube Adega.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>