Terrazas de los Andes trouxe o Chef de Cave para mostrar seus belos vinhos

terrazas_header

A Terrazas de los Andes é uma das vinícolas premium da Argentina e tem uma parceria com a Cheval Blanc (França) para a produção de um vinho ícone, o Cheval des Andes.

Nesta semana tivemos a ilustre visita do Sr. Hervé Birnié-Scott, Chef de Cave de Terrazas de los Andes e Cheval des Andes. Para ser chef de cave é preciso bastante conhecimento e dedicação, o que não pareceu faltar nem um pouco ao ver o sr. Hervé falando. Ele nos contou um pouco sobre a sua parceria com o famoso Chateau da França e também sobre o cuidado com os vinhedos. Tivemos também uma pequena aula sobre a origem da uva Torrontés, que para mim ainda era desconhecida, mas essa eu conto em outro post porque vale a pena.

Para mim, o Cheval des Andes é o vinho mais elegante da Argentina. Lembro-me da primeira vez que provei, lá na vinícola mesmo, e na hora fiquei encantado. Desde então tenho bebido algumas vezes (sempre que vou para lá procuro comprar uma garrafa) e a cada gole parece que estou voltando no tempo, lembrando de minha visita à bela casa para receber hóspedes e do tratamento fantástico que se recebe por lá.

O almoço foi no restaurante Áttimo, que tem uma comida à altura dos pratos. Se você ainda não foi lá, recomendo fortemente que coloque em sua lista e agende-se. O Chef Rueda é um cara altamente criativo e competente. Os pratos são muito bem elaborados e o ambiente é muito gostoso. Só para ter uma idéia, veja os pratos que provamos por lá:

Tomate, Sardinha e Cebola Roxa, que foi harmonizado com Terrazas Reserva Torrontés 2011;

Raviolini de Camarões e Lagostins ao molho bisque com Champagne e tartufo nero d’ Alba, que teve dois vinhos para acompanhar: Terrazas Reserva Cabernet Sauvignon 2010 e Terrazas Reserva Malbec 2011;

Arroz Carnaroli “Aquarello” com suã, lingüiça, repolho, abóbora cabocham e grão de bico e para beber o famoso Cheval des Andes 2007;

Sorvete de Leite de Coco com creme de abóbora e chocante de semente de abóbora com Terrazas Single Vineyard Petit Manseng 2010 para terminar.

O que acha? Dá para salivar, não?

Agora veja os vinhos provados. Eu sei que sou suspeito para falar, pois gosto muito dos vinhos deles, mas realmente estavam muito interessantes.

Terrazas Reserva Torrontés 2011
Aromas muito elegantes, sem lembrar os mais conhecidos dessa uva. Tem toques mais cítricos e uma fruta elegante. Não tem amargor no final, deixando ele bem diferente de todos os que eu já provei. Pode ser uma boa para quem enjoa do aroma muito forte do Torrontés “tradicional”.

Terrazas Reserva Cabernet Sauvignon 2010
O vinho parece ainda jovem, com frutas muito fortes, com o toque de pimentão de leve. Na boca é bem jovem também, com bastante acidez e final longo. Foi bem com a comida.

Terrazas Reserva Malbec 2011
Malbec clássico, com os aromas de frutas e levemente floral. Para beber acompanhado de uma carne ou de uma comida forte é ótimo.

cheval_des_AndesCheval des Andes 2007
Elegante, forte, intenso, daqueles que ficam na boca por um longo tempo, passeando bastante antes de ir embora. A harmonização do dia foi excelente e acredito que seja um vinho muito gastronômico, mas com cuidado. Sou a favor de “menos frescura ao beber vinhos”, mas com esse vale a pena um belo prato e um pouco de tempo no decanter, para ele se abrir ainda mais. Dá até para comparar com um Bordeaux jovem.

Terrazas Single Vineyard Petit Manseng 2010
Esse eu não pude provar (tinha que ir embora). Uma pena, pois sei que é um ótimo vinho e como eu gosto dos de sobremesa, seria uma experiência legal. Fica para a próxima.

Se tiver oportunidade de visitá-los quando estiver por Mendoza, eu recomendo fortemente. Mas só cuidado para não se apaixonar (muito).

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>