Sassoalloro 2000 – testando a longevidade de um supertoscano

old_wine

Quando eu viajo para fora do país, eu sigo a “cartilha do bom enófilo” e fico de olho nas boas barganhas que consigo encontrar lá que não conseguiria ter aqui ou que seriam muito mais caras no Brasil.

Comprar vinho que já é barato lá fora é bobagem. Vou economizar uma mixaria que não compensa o peso na mala. Por isso eu procuro comprar alguns que sejam mais especiais, sempre dentro do meu orçamento.

E numa de minhas andanças em uma viagem na Itália, eu encontrei um Sassoalloro 2000. Esse é um supertoscano produzido pelo Biondi Santi, um dos grandes nomes da região (e do mundo do vinho). Para se ter uma idéia, no Brasil a Mistral, que é a importadora, está trazendo a safra 2009.

Não tive dúvidas e comprei o vinho. Cheguei, mandei ele para a adega e deixei esperando o dia “especial” para abrir. E o dia foi quando meu amigo Alexandre trouxe o vinho dele, também da safra 2000, de um produtor também conhecido, o Badia a Passignano, do Antinori. Pronto, cenário perfeito para termos um dia com dois vinhos fantásticos e passarmos muito bem.

É, seria, se não fosse pelo detalhe do Sassoalloro estar praticamente morto. Pois é amigos, esse vinho que é uma delícia quando novo (eu provei a safra 2008 e fiquei encantado), depois de alguns anos parece que não aguenta o tranco.

vinhos_2000Podemos dizer que pode ter sido o armazenamento, o tempo, a garrafa… É, pode ser que eu tenha dado azar. O que é fato é que meu Sassoalloro estava morto, eu fiquei decepcionado e isso só me ajudou a repensar todos os vinhos que tenho guardados que precisam ser abertos.

Sugiro pensarem também. Talvez estejam guardando peso morto em suas adegas.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>