Salentein Pinot Noir Reserve 2011 – um belo vinho da Argentina

Salentein

Que a uva Pinot Noir é difícil de ser cultivada, isso é sabido (ou se você não sabia, dê uma busca no Google e verá que isso é verdade). Mas eu sempre penso que se você decide fazer algo, que faça então bem feito. Se quer plantar Pinot Noir, tudo bem, mas que seja então um bom vinho. Não é o que a gente vê por aí em geral, mas no caso da Salentein, tenho que tirar o chapéu. Apesar de pouco reconhecido (pelo menos pelas pessoas que conheço), esse Pinot Noir é para mim um dos melhores da Argentina.

Salentein Pinot Noir Reserve 2011E para dar uma declaração dessas, preciso estar realmente bem amparado. Já bebi esse vinho algumas vezes, tanto lá na Bodega Salentein quanto aqui no Brasil e sempre me admiro com ele. Com aromas leves de frutas e com um toque de madeira ao fundo, é bem elegante. Na boca também é leve, mas ao mesmo tempo mostra toda a característica da região do Valle do Uco, em Mendoza, que traz certa potência, boa quantidade de álcool e um final bem marcado.

Os mais puristas que me perdoem, mas eu gosto mesmo é de beber esse vinho sem nenhum acompanhamento, só degustando ele sozinho. Mas se alguém quiser fazer alguma recomendação de harmonização, por favor fiquem à vontade e mandem as sugestões. Tenho certeza que dá para fazer muitas combinações. Eu é que tenho meus momentos de apreciação e acabo não colocando nada para acompanhar.

Esse é importado pela Zahil e custa R$ 78,00 pelo site. E se for a Mendoza, vale a pena a visita à bodega, que tem uma sala de barricas muito legal, com uma acústica de impressionar. Dá para ficar no meio da sala e falar como se estivesse falando para uma multidão em um microfone. Além disso, se der sorte, você pode ir em um dia que tem consertos de piano por lá. Uma maravilha.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

3 Comentários

  1. 1

    Esse vou procurar! Minhas experiências com Pinot Noir de Mendoza não foram muito boas. Em geral, acho que eles exageram na maturação e na extração. Em geral prefiro Pinots de clima mais frio, como da Patagônia, que acabam mais frescos e elegantes. Da forma que você descreveu este da Salentein, parece que ele vai me fazer repensar essas referências!

  2. 2
  3. 3

    Os vinhos da linha Primus custam R$ 308,00 no site que você passou.
    Comprei o Malbec e o Pinot na vinicola por R$ 75,00.
    Viva o Brasil!!!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>