Rivalta, o vinho top da Santa Ema

Como sempre digo, provar os vinhos tops das vinícolas é uma tarefa prazerosa. Sim, porque é bem difícil de encontrar algum vinho top que não seja bom.
E com a vinícola Santa Ema, lá do Chile, é a mesma coisa. Vinhos bem elaborados, longevos e de boa estrutura. O top deles é o Rivalta, que leva esse nome por conta da cidade lá da Itália de onde veio o “nono” da família, quando imigrou para o Chile.

Rivalta é o projeto de vinho top da Santa Ema que nasceu em 2000 e que só depois de 3 anos que surgiu o primeiro vinho. Nesse meio tempo eles passaram por seleção de vinhedos, definição dos cortes e claro, esperaram por uma boa safra.

Só foram produzidas 4 safras de Rivalta até hoje e eu provei todas, como você pode ver abaixo. Veja qual mais lhe agrada.

Rivalta 2003
64% Carmenere, 28% Cabernet Sauvignon, 8% Syrah. Mostrou que ainda estava vivo, mas já com uma fruta bem passada no nariz. Para quem gosta de vinho evoluído, esse está no ponto. Aliás, não é fácil encontrar vinhos mais antigos que estejam bem na hora de beber. Esse está (estou falando isso em outubro de 2012) e combina essa fruta passada do nariz com um pouco de acidez na boca. Tem um leve amargor, mas que não incomoda e vai muito bem com comida.

Rivalta 2005
69% Carmenere, 27% Cabernet Sauvignon, 4% Syrah. Foi o que eu mais gostei. Equilibrado, com fruta bem potente no nariz. Na boca sobrou um pouco de álcool (esse tem 14,5%) mas nada que incomodasse. Muito frescor e final longo.

Rivalta 2007
69% Carmenere, 27% Cabernet Sauvignon, 4% Syrah. É a safra que está sendo comercializada atualmente pela importadora. Está um pouco jovem ainda, então é um pouco “nervoso”, com taninos que ainda vão amaciar. Foi bem com cordeiro.

Rivalta 2008
47% Carmenere, 20% Carignan, 18% Cabernet Sauvignon, 15% Syrah. Ainda não está no Brasil. É a primeira que vem com Carignan. Tem um toque de anis e um pouco de medicinal, mas bem de leve. Eu esperava que tivesse mais corpo e que fosse mais potente, mas é mais “manso”. Pode ser que ainda esteja muito jovem e eu não tenha conseguido entendê-lo direito, mas foi o que menos me empolgou.

Além do Rivalta, que é o Top, a Santa Ema tem um bom Sauvignon Blanc, daqueles com muito aroma e muita acidez. Com uma salada com queijo de cabra vai super bem.

Os vinhos da Santa Ema são importados pela Vinoteca no Brasil.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>