Daniel Perches

Daniel Perches é publicitário e blogueiro. Apresenta o programa chamado Winebar e organiza uma feira de vinhos chamada Encontro de Vinhos. Agora que é pai do Antonio, se emociona com muito mais facilidade.

Encontro de Vinhos OFF - Produtores estão de malas prontas para vir Previous post Encontro de Vinhos OFF - Produtores estão de malas prontas para vir Xisto Roquete & Cazes Tinto Next post Xisto Roquete & Cazes Tinto
Winelands Clube de Vinhos

8 Comments

Page 1 of 1
  1. Tiago Bulla
    Tiago Bulla 11 de abril de 2012 at 4:37 PM .

    Grande Daniel

    Sejamos francos: finalmente apareceu alguma coisa boa no meio desta polêmica não? heheh bem que outras importadoras poderiam seguir o exemplo…

    Uma pena que aqui para o sul o frete de um destes vinhos seja de 55 REAIS… mas tudo bem, faz parte. :(

    Saúde!

    Tiago Bulla
    http://www.universodosvinhos.com

  2. Júlio César
    Júlio César 11 de abril de 2012 at 5:16 PM .

    Que bobageira isso!!!
    Se dizem que o imposto atual é 27% porque estão tirando 50% para a ação? E infelizmente, não entenderam a real dimensão que a salvaguarda pode tomar… (desagregar impostos e encargos da cadeira produtiva do vinho nacional) o que somente iria baratear o vinho nacional e NÃO aumentar o importado… o que NINGUÉM DIVULGA é que as IMPORTADORAS não querem baratear o nacional para não diminuírem sua ABSURDA MARGEM DE LUCRO!!!
    ACORDEM MASSA DE MANOBRA!!!
    MAS ai do produtor nacional que não baixar o preço, caso a salvaguarda tenha o efeito citado acima, ai sim o consumidor terá motivos para reclamar e EU APOIAREI, mas por enquanto é cedo para fazer manifestos!!! ainda mais absurdos como esse!!!

  3. Júlio César
    Júlio César 12 de abril de 2012 at 10:29 AM .

    Obrigado pela abertura de espaço para opinião…
    Concordo contigo Daniel. Se o objetivo o Ibravin era mesmo o que eu interpretei, o certo era ter feito uma ação conjunta com as importadoras, pois as importadoras sérias iriam apoiar, vendo que em nada prejudicaria o negócio delas, e ainda fortaleceria o consumo de vinhos finos… O primeiro passo seria esse, e na sequencia colocar o vinho (nacional e importado) na gama de alimento… MAS o Ibravin ainda não realizou que o real inimigo não é o importado, e sim outras bebidas substitutas, que vão ganhar mercado com essa briga estúpida…
    Na minha opinião, nenhum lado esta correto, sou contra aumento de impostos, mas também fico de cara em saber que muitas importadoras usam o publico como massa de manobras para salvar sua margem de lucro que passa de 300%… (sem citar nomes, mas disponível no Google)
    Outra coisa que me deixa apreensivo é que sei que existem sim empresas nacionais que mesmo que fosse desagregado impostos da cadeia produtiva, não baixariam seus preços… (parece máfia de posto de gasolina).

  4. h lee
    h lee 15 de abril de 2012 at 8:05 PM .

    estes vinhos sem impostos sao ridiculos, pois em média custam quase o dobro do mercado varejista americano, mostrando que o lucro do importador Ravin tbm é ultrajante e pornográfico.

Leave a Reply