Província de São Pedro Chardonnay 2012 – #CBE

provincia_Sao_Pedro_Header

Como fazemos todo mês, cada uma dos membros da Confraria Brasileira de Enoblogs escolhe um tema e escrevemos e postamos no dia 01. Sim, eu estou atrasado, postando no dia 02, mas tenho certeza que meu amigo Victor Beltrami, do blog Balaio do Victor vai me perdoar dessa vez. Um dia de atraso, mas estou aqui com o vinho dentro do tema que ele escolheu: vinho branco com passagem por barrica.

Escolhi falar sobre o Província de São Pedro Chardonnay 2012, um vinho que eu estava curioso para provar, pois é feito pela Routhier&Darricarrère, vinícola brasileira que tem nome difícil, mas que pelo jeito faz vinhos fáceis, pois tenho ouvido bastante sobre eles (e bem).

Antes de falar sobre o vinho, um pouco sobre a vinícola: eles ficam no sul do Brasil, mais especificamente em Rosário do Sul e o nome complicado vem das duas famílias que se uniram para fazer o vinho. A família Darricarrère inclusive tem tradição há várias gerações lá na França, o que facilitou as coisas para os jovens enólogos que vieram para o Brasil para produzir brancos e tintos.

provincia_sao_pedro_Chardonnay_2012Esse chardonnay me pareceu bem bacana. Provei ele no Top5 do Encontro de Vinhos e fiz minhas anotações na hora, pois sabia que poderia guardar para uma ocasião especial. É um vinho que percebe-se a madeira, mas ela não é enjoativa. O vinho mantém algumas características frescas, com aromas de frutas, leve toque cítrico e um bom final. É um vinho que me parece ter um toque bem gastronômico.

Eu já falei aqui que eu não sou muito fã de Chardonnay e muito menos com barrica, mas tenho repensado meus conceitos e talvez eu tenha bebido muitos desses vinhos com excesso de utilização de madeira. Isso tornava o vinho enjoativo demais. Esse deve ser o terceiro vinho brasileiro feito nessa linha mais leve que tem me agradado bastante. O legal desses vinhos é que dá para beber com um queijo amarelo, como aperitivo, mas dá para acompanhar bem também uma comida como uma massa com molho branco, uma salada com frutos do mar e até um fondue de queijo.

Não sei quanto custa o vinho, mas você pode ver mais sobre o projeto no site da Routhier&Darricarrère.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Um comentário

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>