Prova Régia Arinto 2011

quinta_da_romeira_header

Eu sempre associo os vinhos feitos com Arinto à região de Vinhos Verdes, mas isso é só uma coisa da minha cabeça, porque essa uva, que é autóctone de Portugal, é muito plantada em outras regiões, como Lisboa, que é de onde vem esse vinho, o Prova Régia Arinto 2011, produzido pela Quinta da Romeira.

A vinícola fica em Bucelas, próximo à Lisboa, bem no centro de Portugal e inclusive bem longe da região de Vinhos Verdes (uns 500 km, aproximadamente). Outra curiosidade interessante é que nessa região fica o maior plantio contínuo de arinto de Portugal. Ou seja, mais uma razão para a minha associação da uva com a região de Vinhos Verdes estar enganada. Por lá tem bons Arintos, mas pode ser que os de Lisboa sejam até mais famosos e eu estou um pouco fora de foco. :)

provo_regia_arinto_2011Eu comprei esse vinho porque eu gosto dos brancos leves e com boa acidez. bebi muitos arintos legais já e sempre gostei bastante, porque é um vinho que é facilmente bebível sozinho, sem acompanhamentos, mas dá para acompanhar alguns pratos interessantes, desde peixes fritos até massas com molhos leves.

Esse me agradou bastante. Tem uns aromas de frutas cítricas, melão e um pouco de mineral e na boca tem uma boa acidez (eu estava esperando mais, mas tudo bem, está bem balanceado).

Abri esse vinho para cozinhar. Como já comentei aqui, sempre que eu vou para a cozinha nos finais de semana, abro um vinho, que é o chamado “vinho do cozinheiro”. Torna a preparação mais divertida e saborosa, sem dúvida. Começou na cozinha e terminou na mesa, acompanhando petiscos e um queijo parmesão, que foi bem. Mais versátil até do que eu imaginava que fosse.

Esse eu comprei na Wine.com.br e a importadora é a TodoVino/Interfood. Tem um bom preço (não passa de 60 reais).

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>