Peneca Rebula – o espumante da Eslovênia

Vivo atrás de novidades. Acho que é uma das maiores “graças” do mundo do vinho. E quando vi esse espumante, não me contive e comecei a contar os dias para provar. A razão é simples: é um espumante da Eslovênia feito com a uva Rebula. Ou seja, um país que eu nunca tinha provado nada com uma uva também diferente, autóctone.

É ou não é para ficar curioso?

Pois bem, esse veio junto com outrs 3 vinhos eslovenos enviado pela Winelands, o clube de vinhos que manda mensalmente 4 garrafas, sendo sempre de um país diferente. Já comentei aqui como gosto desse formato e a cada mês sou surpreendido.

Mas vamos ao mais importante, que é o espumante: é claro que eu já bebi e gostei bastante. É seco, tem aromas de frutas brancas e um leve cítrico, que se mistura com um pouquinho de adocicado no nariz, bem no final. Pelo menos na minha taça estava com perlage (as bolhinhas) um pouco grandes, mas sinceramente tenho dado cada vez menos atenção a isso.

Na boca é bem agradável, com uma ótima acidez. Provei com algumas comidas que me pareceram ter dado um pouco de amargor ao espumante, mas fui rapidamente corrigido pelo meu amigo Alexandre Frias (www.diariodebaco.com.br), que dividiu o espumante comigo e que pelo jeito gostou, pois não só repetiu a dose como não concordou com o amargor dele!

O resumo para mim foi o seguinte: é um espumante muito correto, que não tem nada para “falar mal” dele. O grande diferencial fica mesmo por conta do país e da uva. Esses sim, valem como grande experiência.

Em breve conto sobre os outros vinhos provados desse país.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

3 Comentários

  1. 2

    Daniel, não seria esta Rebula a mesma Ribola do Friulli na Itália???
    Já bebi um excelente Ribola do Gravner.
    Abs

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>