Os vinhos californianos Kendall-Jackson chegaram ao Brasil

kendall-jackson_header

Aqui no Brasil nós (infelizmente) bebemos poucos vinhos dos Estados Unidos. Para quem ainda não sabe, o país é produtor de vinhos e praticamente todos os estados têm alguma produção, mas é na California que se encontram os mais famosos.

E é de lá que vem a Kendall-Jackson, uma vinícola realmente gigante, que tem milhares de hectares de terras plantadas, dezenas de outras vinícolas espalhadas em outros países como Chile, Itália e França e para completar, tem a sua própria fábrica de barricas, que abastece todas as suas vinícolas com milhares de barris em todas elas. É, dá para ter uma idéia do tamanho dos caras, não é mesmo?

E não pára por aí: eles têm um programa de sustentabilidade que através de reciclagem gera recurso para pagar toda a energia elétrica de todos os funcionários. Até fiquei com vontade de trabalhar lá por um tempo! :)

Todos os vinhos da Kendall-Jackson passam por barrica e eles têm diferentes linhas, desde as de entrada (Avant) até as mais superiores, como os Grand Reserve, por exemplo. São vinhos muito bem feitos, bem trabalhados e que expressam muito bem as características dos vinhos da California.

Os vinhos já estão disponíveis e a importadora é a Inovini.

Veja abaixo os vinhos degustados.

Avant Chardonnay 2011
Vinho fresco, fácil de beber. Bastante aroma e sabor de fruta branca.

Grand Reserve Chardonnay 2010
Vinho que passa por madeira e fica bem encorpado, com aqueles aromas amanteigados, de nozes. Sempre me lembra um bom Fondue de Queijo para acompanhar.

Vintner’s Reserve Pinot Noir 2011
É um Pinot Noir intenso, com muita fruta no nariz e um pouco de madeira. Nada de Pinot “levinho” por aqui.

Vintners Reserve Merlot 2010
Um vinho que tem bastante estrutura, toques de madeira, tabaco e um pouco de chocolate. Corpo médio e é até fácil de beber.

Zinfandel_2010Avant Cabernet Sauvignon 2010
Aromas típicos da Cabernet, mas sem aquele toque forte de pimentão, bons taninos. Leve herbáceo. Não é muito potente, mas é interessante.

Vintner’s Reserve Chardonnay 2010
Mostrou um bom balanço entre a frescura do vinho mais leve e também o lado encorpado dos vinhos que passam por madeira. Harmonizou bem com uma picanha suína, por incrível que pareça.

Vintner’s Reserve Zinfandel 2010
Um dos que eu mais gostei, pois traz bem a fruta da Zinfandel, mostrando um vinho que é intenso, forte, mas que tem um charme. Só achei que tinha um pouco de álcool sobrando, mas com a comida (uma boa carne grelhada), deu bem certo.

Grand Reserve Cabernet Sauvignon 2010
O último vinho degustado e que mostrou-se bem intenso e encorpado. Não tem muita acidez, mas pareceu ser um vinho ainda jovem, que pode ganhar alguma coisa com o tempo. Muito elegante.

 

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>