Marichal Reserve Collection Tannat 2011

marichal_header

Você acha que Tannat é um vinho super “duro” e difícil de beber? Tem até medo de comprar, porque não consegue se dar bem com tanta rusticidade nos vinhos?

Eu te entendo. Já bebi bastante Tannat assim. E eu também pensava que isso era uma característica da uva e que não dava para mudar muita coisa e que só beberia esse vinho quando eu tivesse uma carne bem forte, com gordura, daqueles churrascos uruguaios/argentinos.

marichal_Collection_Tannat_2011Mas recentemente tenho bebido alguns tannats que têm mudado a minha concepção e o Marichal Reserve Collection Tannat 2011 é um deles. Coloquei esse vinho em um jantar que fiz harmonizado em um restaurante uruguaio, com cortes típicos do país e deu muito certo.

Esse vinho me parece bem bacana porque ele mantém os tradicionais aromas e sabores da Tannat – frutas vermelhas, compotas e um toque de terra de leve – mas ao mesmo tempo ele é fácil de beber, macio.

Obviamente, quando falamos de tannat, não estamos falando de vinho leve, mas também não é um “suco de madeira”, como encontramos por aí em alguns vinhos dessa uva.

Esse é importado pela Ravin e pode ser uma boa idéia para conhecer uma Tannat diferente.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>