Manso de Velasco 2007

Estive há algum tempo na Argentina com o meu amigo Alexandre Frias (Enoblogs / Diário de Baco) e na volta fizemos escala no Chile. Quem já esteve naquele aeroporto sabe que tem uma loja de vinhos com coisas bem legais e preços interessantes por lá, bem mais baixos do que encontramos por aqui.

Compramos alguns vinhos que queríamos provar e o Manso de Velasco foi um deles, que o Alexandre trouxe e combinamos de beber juntos. É um vinho feito com Cabernet Sauvignon pelo Miguel Torres no Chile, no Vale do Curicó.

Dia desses conseguimos nos reunir em torno de uma paleta de carneiro e lá foi o Manso de Velasco junto, para acompanhar a refeição, na busca de uma boa harmonização.

Eu não tinha ouvido falar muito desse vinho, mas o Alexandre tinha boas referências, então partimos para a missão.

O vinho é bem interessante, com uma boa complexidade. Tem aromas de frutas vermelhas, com destaque para um toque mais adocicado lembrando bem os vinhos típicos do Chile. Na boca tem bons taninos, que são macios mas ao mesmo tempo potentes e estruturados. É daqueles vinhos que realmente precisam de uma boa comida.

O que me chamou a atenção foi que a cor dele era mais clara, não tendo nada do “quase preto” que tínhamos visto numa avaliação do nosso amigo Silvestre (Vivendo a Vida), nem grandes aromas de chocolate ou tabaco. Talvez o nosso já estivesse começando o declínio.

Mas como sabemos que os vinhos são assim mesmo e podem haver grandes diferenças, nos divertimos muito com o vinho e claro, com a paleta de carneiro, que pra mim harmonizou bem. Comida forte, bem temperada, com um vinho também forte e estruturado. Não poderia ser diferente.

Se você tiver alguma experiência com o Manso de Velasco, me conte. Esse vinho agora me deixou intrigado.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

4 Comentários

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4

    Olá amigos. Acho que uma boa definição para este vinho seria: INTRIGANTE!!! Confesso que já li vários reviews sobre ele e a maioria difere um do outro hehehe… na verdade tenho percebido algo assim nos vinhos do MT, uns amam, outros odeiam, é meio que 8 ou 80, mais ou menos assim… particularmente? Estou provando um Manso de Velasco 2007 agora e estou impressionado, achei o vinho espetacular. Ao mesmo tempo é encorpado mas “manso”, como o nome diz. Achei a cor meio diferente mesmo, um pouco mais transparente do que os CS chilenos “padrão” (tomei um Dom Melchor 2008 ano passado na CyT que mais parecia um “piche” na taça hahaha). Vinho muito complexo, equilibrado e saboroso. Enche a boca, enfim, no meu humilde ponto de vista, 92 pontos com mérito, e com no mínimo mais uns 5 anos de evolução. Abraços e saúde!!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>