Julian Reynolds Figueira de Cima Especial Socios 2003

vinhos_alentejo

Eu ganhei esse vinho há uns 3 anos. Lembro-me de ter recebido do meu amigo e sócio Beto Duarte (Papo de Vinho) e ele ter contado a história do produtor e como a minha memória é um pouco fraca, eu com certeza perdi já vários detalhes (aliás, gostaria de ter metade da memória do Beto para as histórias do vinho). Como era um vinho português que ele me disse que dava para guardar por mais algum tempo, eu coloquei lá no meu “fundo de adega” e lá ficou até que um dia eu estava trabalhando em casa e bateu um friozinho e eu resolvi abrir uma garrafa de vinho. Como eu estava sozinho, me dei o direito de abrir a que eu bem quisesse, pois não precisava perguntar para a minha esposa qual ela também se interessaria no dia. E lembrei desse Figueira de Cima Especial Socios 2003.

E já que eu tive algumas experiências ruins com vinhos mais antigos, resolvi abrir logo esse. Se estivesse ruim, que fosse então logo embora e abrisse espaço para um novo.

Vinho aberto, taça servida e expectativa no nível máximo. E para a minha total felicidade, o vinho estava espetacular! Que maravilha. Quando acabei de abrir, ele veio com uns aromas lembrando caramelo, tostado e um pouco de chocolate. Depois foi mudando um pouco para umas frutas vermelhas, mas sempre com esse toque de caramelo ao fundo, que foi o que me marcou nele.

vinh_figueiradecima-especialsocios2003_3p14iJá não era aquela acidez de um vinho novo, mas também estava longe de ser um vinho morto. Estava em plena forma e eu achei ele tão bom que fui bebendo ele tranquilamente, levando como meu acompanhante no meu trabalho. Mas se você for abrir um desses, pode fazer um bom assado ou ensopado que vai ser uma delícia.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>