Humberto Canale Gran Reserva Cabernet Franc 2008

humberto_canale_header

Lembro-me quando provei Cabernet Franc pela primeira vez. Foi lá no Vale dos Vinhedos, no Sul do Brasil e obviamente de um produtor brasileiro. Lembro que quando provei, senti algo especial. Achei diferente, com aromas e sabores que eu não tinha sentido antes e comecei a ficar de olho nesta uva.

Passados alguns anos e algumas outras garrafas provadas eu continuo gostando bastante de Cabernet Franc. Sempre que posso provo e gosto muito de conhecer essa uva produzida em diferentes regiões. Recentemente estive na Argentina e provei alguns de Mendoza. Gostei de alguns mas outroas traziam um aroma de folhas verdes tão forte que não me deixaram tão feliz.

humberto_canale_Gran_Reserva_Cabernet_Franc_2008Aí estive no Grand Tasting, evento que a Grand Cru promove e encontrei lá esse Humberto Canale Gran Reserva Cabernet Franc 2008, que é produzido em Rio Negro, na Patagônia. E já que estava lá para provar, eu provei!

O vinho é bem interessante. Tem os aromas típicos, como frutas negras e toques de pimentos. Na boca ele é mais leve do que eu pensava que seria, o que tornou ele agradável e me pareceu mais fácil de harmonizar. Vinhos muito pesados sempre me deixam confuso na hora de acompanhar a comida.

Eu tenho me surpreendido positivamente com os vinhos da Patagônia. Essa região da Argentina tão bonita é também excelente produtora de vinhos. E o Humberto Canale está aí para provar isso.

Então mais um provado e aprovado. Até o próximo Cabernet Franc.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

4 Comentários

  1. 1

    Sou fã dessa linha Gran Reserva (“Marcus”) da Humberto Canale. Acho Cabernet Franc espetacular.

    Quando tiver oportunidade, Daniel, experimente o Pinot Noir da mesma linha. Muito equilibrado, e nada de excesso de concentração/extração, nem aquele excesso de frutas que chega a enjoar, comum nos Pinots do novo mundo. Bem complexo e elegante.

    Concordo com você sobre os vinhos da Patagônia! Tenho provado muita coisa interessante de lá.

  2. 2
  3. 3

    Esse “estate” acho que é o do rótulo branco não é? Esse é muito bom também, mas é uma linha abaixo do Gran Reserva.

    Esse Pinot que falei tem a mesma roupagem do Cabernet Franc que você citou: Cápsula roxa, com essa insígnia em alto relevo, rótulo pequeno e escuro, só que com garrafa estilo Borgonha.

    http://www.bodegahcanale.com/eng/home.html (O link não aponta direto o vinho, mas na linha Gran Reserva tem uma foto dele).

    Apesar de não ser barato, acredito que é bem honesto e vale a compra. Pra mim é o melhor Pinot Noir sulamericano na faixa de preço.

    Abraço!

  4. 4

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>