Feliz Lavaque e o famoso vinho Quara

O vinho Quara foi seguramente um dos primeiros que eu provei quando comecei a gostar de vinhos. Porque era relativamente barato e porque tive a indicação de um amigo, que recomendou a linha por tratar-se de vinhos fáceis e que representam bem as uvas de que são feitos, ou seja, são vinhos “didáticos”.

Bebi bastante Quara, mas depois, por conta da diversidade de rótulos existentes no mercado e outras “vontades”, acabei não bebendo mais. E agora, em minha viagem à Argentina, mais precisamente à Cafayate, visitei a vinícola e provei toda a linha que vai para o Brasil. Foi bom relembrar os velhos tempos e ver que o vinho é legal mesmo. Aliás, me parece uma ótima compra barata, que funciona muito bem uma recepção descompromissada até um almoço ou jantar com amigos.

E você, já provou o Quara? Se ainda não provou, veja abaixo alguns que eu bebi e faça o teste. Depois me diga se concorda comigo.

Quara Torrontés 2012
É um vinho mais seco, sem grandes aromas enjoativos nem de fruta nem de flor. Tem um final médio/curto, mas que serve como aperitivo.

Felix Torrontés 2011
É um vinho branco mais refinado, com toques mais florais. Na boca é ainda um pouco leve para o que eu esperava, mas isso pode ser bom se você tiver uma salada de folhas sem grandes temperos, por exemplo.

Quara Torrontés Single Vineyard Viña La Esperanza 2010
Esse me encantou de verdade! Passa por barrica e tem aromas mais intensos no nariz. Na boca é mais untuoso e tem um final que fica muito marcado. Bem interessante.

Quara Malbec 2012
Bem típico, fácil de beber. Nada complexo, mas bom para entrada, para começar uma festa.

Quara Reserva Malbec 2011
Frutas e violeta mais presentes. Aparece bem a madeira. Tanino mais potente e final um pouco mais longo. Me agradou mais do que o anterior.

Felix Malbec 2009
Esse sim é muito legal. Fermentado e guardado em barrica. No nariz tem toques de Malbec mais potente e na boca bem um pouco de acidez e muito tanino. Vale comprar para conhecer um típico Malbec de Cafayate.

Quara Malbec Single Vineyard Viña Cabra Corral 2010
Mais potente que o Felix, é bem estruturado no nariz e na boca. O álcool aparece um pouco e me pareceu ainda jovem. Eu guardaria um pouco mais esse vinho antes de abrir.

Quara-Single-Vineyard-Tannat

Quara Reserva Bonarda 2011
É um vinho intenso de cor e de sabor. No nariz precisa de tempo para abrir. Para um bonarda, que em geral não tem muita acidez, esse até que estava acima da média.

Quara Reserva Tannat 2011
Um dos mais legais da linha, mas que infelizmente não vai para o Brasil. É um vinho feito para envelhecer, então se comprar, guarde por um tempo que quando abrir, vai ter um grande vinho.

Felix Blend 2007
É o vinho top da vinícola. Feito com Malbec e Tannat, é complexo no nariz e na boca, muito intenso e forte. É vinho para abrir e deixar descansando um pouco antes de servir. Acidez na medida, vai envelhecer muito bem também.

E se você for à Cafayate, vale a pena visitar a vinícola, que é bonita, com um jardim de fundo amplo, onde pode-se mirar os vinhedos e claro, depois passar na lojinha e comprar algumas garrafas com preços mais em conta.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>