Espumante Novecento Extra Brut

Provei recentemente o espumante Novecento Extra Brut, que é produzido pela vinícola Dante Robino, da Argentina. O corte, ou as uvas, desse vinho é bem diferente: vai Chenin Blanc e Ugni Blanc. A primeira até é mais fácil de se encontrar por aqui, mas a segunda não é sempre que vemos em vinhos ou espumantes.

E para quem não está muito familiarizado com os termos dos rótulos (e concordo que não é fácil), quando tem Extra Brut significa que é bem seco, mas isso só em teoria, porque na prática, cada país tem a sua legislação e permite uma quantidade de açúcar por litro diferente. E eu estou falando isso porque se você beber esse espumante, entenderá. Ele parece ter um pouco mais de açúcar do que os nossos extra bruts, feitos aqui no Brasil.

Independente da quantidade de açúcar, esse espumante é daqueles leves, até fáceis de beber, que tem bons aromas de frutas brancas e um leve toque floral. É para beber descompromissadamente, talvez com uma entrada de frutos do mar, uma salada ou até mesmo com uma carne mais leve.

Eu provei com casquinhas de siri e foi bem. A carne estava bem temperada e combinou com o frescor do espumante. Depois tentei com uma moqueca de peixe e até foi, mas não foi o melhor casamento. A moqueca estava bem temperada, com bastante ingredientes e acabou passando um pouco pelo espumante.

Como uma boa alternativa durante o calor, nas férias, na beira da piscina, esse pode ser uma boa.

Os vinhos da Dante Robino são importados pela Cantu no Brasil.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

    Daniel,
    o site da Dante Robino informa que o Novecento extra brut é feito com malbec. Abs.,
    Guilherme

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>