Espumante Don Arturo Brut

Quando eu comecei a aprender sobre vinhos, lembro-me de uma aula na ABS-SP, onde um dos professores falou sobre “litragem”. A palavra, muito usada no meio, é para referir-se à quantidade de vinhos provados e isso é muito importante para você ir formando o seu paladar e poder cada vez mais avaliar melhor um vinho, afinal de contas, para saber se algo é bom, é preciso que se compare com outros similares, não é mesmo?

don_arturo_brutE quando fui abrir o Don Arturo Brut, um espumante brasileiro feito com Chardonnay, Riesling e Pinot Noir, lembrei-me de minha litragem referente aos espumantes feitos com Riesling. Para ser bem sincero, nenhum deles até hoje me agradou totalmente. Sempre achei que a adição desta uva dava um aroma não muito agradável e algumas vezes até deixava o espumante com um final amargo. E lá fui eu, com a minha pontinha de precoceito abrir o espumante.

Nada como uma experiência atrás da outra para mudar os parâmetros. Esse Don Arturo Brut, que tem um terço da nossa uva em questão, não foi um espumante que me deixou caindo de amores, mas mostrou que essa uva pode dar sim um charme diferente ao vinho. Notas florais e levemente cítricas vieram ao nariz e na boca o floral fica mais intenso, mas sem amargor.

Da mesma linha eu ainda prefiro o Don Arturo Rosé (veja post aqui), mas esse é muito bem-vindo para começar uma festa.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>