Espumante Dal Pizzol Brut Traditionelle

dalpizool_header2

Mais um espumante da Vinícola Dal Pizzol que eu provei, dessa vez um que é feito pelo método tradicional, ou Champenoise. Mas não se assuste com o nome, caso não saiba do que se trata. Falando rapida e resumidamente, Champenoise é a forma de se fazer a segunda fermentação do vinho, que faz com que ele fique espumante. É feito dentro da garrafa mesmo, com a adição de leveduras ao vinho “tranquilo” (aquele que não é espumante).

Pois bem, esse é feito com as uvas Chardonnay, Pinot Noir e um pouco de Silvaner, uma informação interessante, porque eu nem sabia (ou pelo menos não me lembrava) que se plantava essa variedade por aqui no Brasil.

dal_Pizzol_Brut_TraditionelleApesar de ter Pinot Noir, que é uma uva tinta, o espumante Dal Pizzol Brut Traditionelle é branco. Isso porque quando se vinifica a Pinot Noir, logo que as uvas são prensadas eles tiram as cascas, que são as responsáveis por dar cor ao vinho.

O resultado é um espumante elegante, com toques de frutas brancas e cítricos no nariz. Na boca é leve e dá uma sensação até um pouco adocicada, mas é só a sensação, pois o espumante é seco.

Tem uma boa complexidade de aromas e sabores, o que me parece que pode ser bem aproveitado com uma boa harmonização com pratos mais elaborados também, que podem ser desde peixes, frutos do mar até por exemplo uma boa moqueca capixaba (para lembrar dos bons tempos que eu morei por lá).

E uma harmonização que não poderia faltar para mim foi com queijos. Provei com um parmesão jovem e com um Gruyere e os dois foram bem. Acredito que outros queijos também façam um bom papel de acompanhantes.

Em breve venho com o terceiro espumante da linha deles que eu vou provar. Veja também o post do Dal Pizzol Brut Rosé aqui.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>