Domaine Virgile Joly – Produtor do Languedoc que é orgânico, biodinâmico e muito bom!

virgile_Joly_header

Um produtor que me chamou a atenção em minha visita à Vinisud, em Fevereiro/2014 foi o Domaine Virgile Joly. Recebi a indicação e resolvi ir em busca e não me arrependi. Orgânicos, biodinâmicos e relativamente novos (começaram as atividades em 2000), eles produzem vinhos muito interessantes, com um grande caráter e daqueles que a gente fica pensando depois no que bebeu por um bom tempo. Aliás, eu mesmo saí do stand e fiquei ainda um tempinho passeando pela feira, mas sem querer perder aquele gosto que estava do vinho, que ficava em minha boca por muito tempo.

Fazem brancos e tintos e o branco para mim foi espetacular. Feito com Grenache Blanc, o vinho tem frescor, acidez e um toque de frutas secas, além de algo como um balsâmico, mas tudo misturado, vindo tanto no nariz quanto na boca. É daqueles vinhos que a gente quer beber sozinho, mas sabe que com uma boa comida (leve de preferência) vai ficar ainda melhor, sabe como é?

Pois é, depois de provar os brancos pude conhecer os tintos, que também são muito legais. São feitos com o corte “tradicional” da região, usando Grenache, Syrah, Carignan e algumas outras uvas, mas sempre tendo um bom frescor, não sendo muito concentrados e bem gastronômicos.

Mas o que mais me chamou a atenção nesse produtor foi que se não me falassem que é orgânico, eu provavelmente nem saberia. Não tem nada daquele toque mais animal ou vegetal forte que por vezes encontramos em vinhos desse tipo. São vinhos muito macios e muito bem feitos. Provei inclusive tintos de safras antigas como o 2002 e 2003 e estavam inteiros, obviamente com alguns toques já de evolução, mas que poderiam viver mais um bom tempo na garrafa.

Ainda não estão no Brasil, mas no site do produtor tem todas as informações, algumas fotos e como chegar. virgiles_vineyardE se for até lá, veja se consegue esse livro, que conta uma história sobre o Languedoc, que se passa nos vinhedos. Aí, meu caro, vai ser difícil você não querer beber uma garrafa do Virgile Blanc…

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>