De volta à Casa Silva para provar vinhos diferentes

Já visitei a Casa Silva e fui muito bem recebido. Estive de volta ao Chile em Setembro/2012 e de volta também à vinícola, dessa vez para um encontro com o Mario Geisse, que é o Enólogo-chefe e com a Família Silva, que nos apresentaram belos vinhos produzidos por eles.

Eles nos mostraram um projeto interessante: estão fazendo estudos com a Carmenere. A idéia é melhorar a qualidade da Carmenere no Chile de uma forma geral e para isso estão plantando as uvas vindas de diferentes lugares em um mesmo parrreiral para ver como elas se comportam. Os resultados serão conhecidos daqui alguns anos, mas vale a pena ficar de olho nisso.

Mas vamos aos vinhos:

Cool Coast Sauvignon Blanc 2011
Fresco, bom aroma, leve mineral, potente na boca e com boa acidez. Um vinho muito correto. Vinho para dias quentes.

Casa Silva Viognier Gran Terroir Lolol 2011
Fruta bem marcada, na boca tem o primeiro ataque bem forte e depois baixa um pouco. Acidez bem alta, final médio. Faltou só um pouco de corpo.

Casa Silva Chardonnay Gran Terroir Angostura 2011
Um Chardonnay com aromas bem tímidos e uma acidez bem alta. A acidez passa por cima dos sabores e até deixa um final frutado na boca, mas se tivesse um pouco menos de acidez seria melhor.

Casa Silva Quinta Generación White 2010
Sauvignon Blanc, Chardonnay, Viognier, Sauvignon Gris. Feito para celebrar a 5a geração da família.
Vinho mais complexo, muito aromático e cheio na boca, com boa acidez. Me parece que realmente conseguiram fazer um vinho com o melhor de cada uma.
Começou no ano 2000 e se faz todos os anos.

Cool Coast Pinot Noir 2011
Cor bem clara, cereja. Leve na boca e boa acidez. Parte do vinho passa um tempo em madeira (9 meses), mas é leve e a Madeira não aparece.

Casa Silva Carmenere Gran Terroir Los Lingues 2010
Aromas herbáceos, Boca seca e leve álcool aparecendo. Final curto.

Casa Silva Gran Terroir Syrah Lolol 2009
Não é tão pesado, com taninos bem macios. Achei um pouco leve demais na boca, mas parece ser fácil de beber.

Casa Silva Gran Terroir Cabernet Sauvignon 2010
Fruta muito intensa e toques de morango diferentes do normal. Na boca é leve e fácil. Os taninos são bons e está pronto pra beber ou dá para guardar um pouco mais. Não sei se é um vinho para longa guarda.

Casa Silva Gran Terroir Petit Verdot 2010
Aromas intensos de fruta negra, álcool aparecendo um pouco, na boca falta corpo e some rápido. Pará mim faltou corpo e potência.

Casa Silva Quinta Generación Red 2008
Mescla de todos os vinhos tintos acima. Tem toques de balsâmico, tabaco, menta. Na boca tem um pouco mais de corpo e o final é mais longo.

Microterroir de Los Lingues Carmenere 2007
100% Carmenere, para mostrar o verdadeiro potencial da uva. Vinificado direto dentro da barrica. 2007 mas está ainda novo. Taninos bem finos. 18 meses em barrica. Gostei desse.

Casa Silva ALTURA 2007
O vinho é concentrado no nariz e na boca, com taninos jovens mais já bem macios. É um vinho que precisa de bastante tempo decantando para sair o álcool. Pode ser um bom vinho para as comidas.
Carmenere, Cabernet Sauvignon, Syrah, Petit Verdot.

Os vinhos da Casa Silva têm uma característica de passar por barrica mas não ter aqueles aromas muito marcados, que podem incomodar.

Além dos vinhos, a Casa Silva tem uma pousada muito charmosa onde você pode ficar hospedado. Vale a visita.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>