Chilcas Single Vineyard Cabernet Franc 2010

chilcas_header

Quando ouvi falar pela primeira vez dos vinhos Chilcas, lá do Chile, não foi muito bem. Me falaram que não eram muito bons e eu fiquei com isso na cabeça. Mas como acontece também quando falam bem, eu prefiro sempre provar tentando ser o mais imparcial possível, pois é fácil ser influenciado e perder o referencial e acabar julgando mal um vinho.

E logo depois dessa primeira “má impressão” eu tive algumas oportunidades de provar, mas nenhuma eu consegui. Teve degustação dos vinhos em São Paulo, teve no Encontro de Vinhos e teve até esse Chilcas Single Vineyard Cabernet Franc 2010 participando do Top5, que é a eleição que fazemos para escolher os melhores vinhos de cada uma das feiras que organizo. Aí não aguentei, fui atrás dessa garrafa e consegui finalmente provar.

Chilcas_cabernet_franc_2010Que bom que eu provei com calma, para conhecer o vinho, pois é muito interessante. Para quem gosta de vinho potente, esse é o cara! É daqueles que tem cor intensa, no nariz tem aqueles aromas de frutas negras e um toque de barrica (madeira) bem forte. Na boca é bem encorpado e tem bastante taninos.

O que eu gostei dele é que não tem o toque herbáceo característico de vinhos feitos com essa uva principalmente na Argentina. Ele até tem, mas bem pouco e não incomoda.

Mas o Chilcas Cabernet Franc não é fácil de harmonizar. Justamente por essa potência e concentração toda, uma comida mais leve vai ficar para trás facilmente. Acho que se for de carne, tem que ser os cortes com mais gordura, mas talvez o bom mesmo seja uma carne ensopada, um ragú, uma rabada, etc.

Preciso provar outros, mas esse já me deu uma boa idéia e me mostrou que meu amigo que falou mal estava enganado, pelo menos para mim.

Se quiser ver mais sobre a vinícola, acesse o site deles aqui.

Um abraço

Daniel Perches

 

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>