Chateau Pailhas 2009

Visitar a loja da Casa do Porto, nos Jardins em São Paulo é para os fortes. Imagine uma loja que tem a grande maioria dos grandes vinhos de Bordeaux, de várias safras e além disso, no “salão principal” (sim, porque os grandes vinhos ficam na adega fechada, com razão), você encontra rótulos como os do Nicolas Joly, dentre outros que fazem qualquer enófilo babar.

Pois é, eu fico babando toda vez que vou lá e sempre penso em comprar algo. Claro que nem sempre o meu bolso acompanha, mas da última vez que estive na loja tive a oportunidade de provar esse vinho, o Chateau Pailhas 2009, que é um Grand Cru de Bordeaux feito com 80% de Merlot e 20% de Cabernet Franc. Mescla de uvas e de impressões também, porque ele mistura elegância com força, mas sem  uma grande potência, o que me deixou bem interessado nele.

Chateau_PailhasToques florais leves se misturam com os aromas de frutas negras e de barrica e por conta de sua acidez bem na medida, a gente sempre quer beber mais. E como ele não é tão pesadão, dá para seguir bebendo numa boa, sem enjoar ou se cansar do vinho. Para acompanhar, os pratos tradicionais de harmonização com um bom bordeaux, mas vale provar também com um bom queijo parmesão, que não vai ficar mal.

Como um bom Grand Cru de Bordeaux, infelizmente não é barato. Custa R$ 189,00 na loja, mas para quem gosta de elegância e leveza, esse dá show.

Se quiser conhecer um pouco mais sobre a história da família produtora deste vinho, está aí embaixo.

==========================

Os vinhedos Robin-Lafugie são antes de tudo uma história de família! Ainda no século 19 duas famílias se uniram para construir essa história. A propriedade da família Lafugie é situada na comuna de Saint-Hippolyte, ao pé da célebre cidade de Saint-Emilion, sobre um solo arenoso e areno- argiloso, e produz vinhos das Denominações Saint-Emilion e Saint-Emilion Grand Cru. Já os vinhedos da família Robin, na comuna de Saint Genes de Castillon, possuem solos calcário-argilosos e produzem vinhos das denominações Côtes de Bordeaux.

As mulheres fazem a força desse vinhedo administrando a produção há três gerações. Daí todo o cuidado na colheita e a seleção manual das uvas antes da elaboração dos vinhos. A vinificação é feita tanto em tanques de concreto como de inox e o processo de envelhecimento dura de 12 a 18 meses e é realizado em barricas de carvalho novas para os Saint-Emilion Grand Crû. As principais cepágens utilizadas são: Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon.

==========================

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>