Champagne Canard-Duchene Authentic Brut – precisa voltar para o Brasil

canard-duchene

O Brasil é um país que tem muitos rótulos de vinhos (são mais de 20.000 diferentes) e tem até bastante champagne no meio. Tem os maiores e mais conhecidos mas tem também alguns menores, que me agradam muito pois aliam qualidade a preços interessantes, além de trazerem mais diversidade para o tema.

E recentemente eu provei mais um dessa categoria, dos “ilustres desconhecidos”, que foi o Canard-Duchêne Authentic Brut, produzido com Pinot Noir e Chardonnay na Montagne de Reims e que eu gostei muito. É daqueles champagnes mais “fáceis” de se beber, que tem excelentes aromas que passam pelos clássicos e misturam um pouco de cítrico que dá um charme especial e tem um frescor fantástico, fazendo com que a taça seque rapidamente e repetidamente (até a garrafa acabar, é claro).

canard-duchene_authentic_brutEsse esteve no Brasil mas parece que não é mais importado. Uma pena, porque seria uma ótima opção para quem quer entrar para os champagnes ou para aqueles dias quentes, para se beber como início de uma (grande) festa.

Se for à França e quiser trazer um bom Champagne que não deve custar muito caro, o Canard-Duchêne Authentic Brut é uma boa opção. A Maison faz também outros, como rosés, vintages e special cuvées, mas esses eu ainda não conheço.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>