Duque de Campo Viura & Sauvignon Blanc 2012

O Duque de Campos Branco é feito com Viura e Sauvignon Blanc. Um vinho diferente.


Composição de Castas: Viura / Sauvignon Blanc

Tipo: Branco Safra: 2012

Maturação: Exemplar de consumo jovem

Graduação Alcoólica: 11,5 %

Temperatura de Serviço: 8 ºC

Volume da Garrafa: 750 ml

Produtor: Bodegas Vicente Gandía País /

Região: Espanha / Utiel Requena

 

Características Organolépticas e Harmonização:

Foi elaborado a partir de um corte de uvas Viura, típica casta espanhola com a internacional Sauvignon Blanc de vinhas de idade média de 20 anos colhidas a mão e provenientes da denominação de origem Utiel – Requena na Espanha. Apresenta coloração amarelo palha com reflexos esverdeados e halos prateados e brilhantes. No nariz, é de enorme pureza, mostra aromas frescos e sutis de frutas cítricas como a maçã e flor de magnólia, mas apresenta nuances da folha de tomate e se mostra bem mineral. Em boca sente-se toda a mineralidade, chega a ser surpreendente a sensação de degustar e ao mesmo tempo cheirar dentro da taça assim que o vinho é vertido. É leve, mas com boa estrutura, acidez correta e de sabor floral confirmando os aromas sentidos anteriormente, além de um toque vegetal de chá de camomila no aftertaste. Sedimentos no fundo da garrafa ou da taça são naturais.

Harmonização: para acompanhar os pratos da cozinha oriental, ceviches e outros pratos de frutos do mar marinados. Deve ser consumido preferencialmente ao redor de 8 ºC e não necessita de aeração prévia em decanter. Sugerimos apreciar em taças de formato mais estreito e de abertura média, isso faz com que os aromas sutis também sejam ressaltados facilitando uma melhor percepção. Está pronto para ser apreciado.

Finca La Emperatriz Reserva 2007

Continuando a minha busca por vinhos para o Dia dos Pais, recebi esse Finca la Emperatriz Reserva 2007 para provar.

Esse é um vinho da Rioja feito pela Bodegas Emperatriz. E lá na Espanha eles levam realmente a sério esse negócio de Reserva, Gran Reserva, etc. Ou seja, se você pegar um espanhol Reserva, pode ficar tranquilo que provavelmente terá algo bem interessante para provar.

Esse é feito com Tempranillo, Graciano, Garnacha e Viura, um corte com as principais uvas da região e que como resultado vem um vinho excelente. Aliás, fazia um tempo que eu não provava um vinho espanhol tão interessante nessa faixa de preço (abaixo de R$ 150,00).

la_emperatriz_reservaÉ fato que a Espanha vem fazendo vinhos muito bons e com ótimo custo, mas quando se fala nos de alta gama, a história é outra. Paga-se bem para beber.

Esse é legal porque ele tem toda a complexidade que eu esperava de um vinho espanhol, trazendo as frutas vermelhas misturadas com aquela madeira seca, ervas e um toque de baunilha muito interessante. Ele tem um leve sabor licoroso na boca uma ótima acidez, mostrando que o vinho está pronto para ser bebido, mas daria para guardar por um bom tempo.

Eu provei num almoço em um restaurante de carnes e pedi um entrecôte, uma carne mais magra, mas tenho certeza que ele aguentaria até uma boa picanha e até um T-bone.

E como o tema é Dia dos Pais, se você for dar de presente, tenho certeza que vai agradar todo pai que gostar de vinho (e de novo deixo aqui meu compromisso. Se ele não gostar, manda para mim que eu vou agradecer). Se for para abrir no dia, pode ser com essas carnes ou com uma massa com carne, um ragú e até uma carne de cordeiro, mesmo com aqueles temperos de ervas fortes.

Esse está sendo vendido até o dia 22/07 no site Epicerie por um preço especial.

Um abraço

Daniel Perches

 

Porto Mediterrâneo com novidades no portfolio

A importadora Porto Mediterrâneo apresentou na semana passada seus novos rótulos para o mercado. E o pessoal não está para brincadeira. Trouxeram muita coisa boa da Espanha. São vinhos de bastante caráter.

Eu provei 18 rótulos e pude perceber que há vinhos para todos os gostos. Tem vinhos brancos fantásticos e diferentes dos tradicionais. O pessoal procurou trazer diversos tipos de vinhos e de diversas regiões da Espanha. E com um diferencial. Todos os apresentados são orgânicos. Não é sempre que vemos por aí importadoras investindo tão pesado assim nos orgânicos. Estão de parabéns. E aí vão algumas dicas.

Se quer um bom branco, conheça o Murua Blanco Fermentado em Barrica 2006 é produzido com Viura, Malvasia e Garnacha Blanca. Aromático, exalando muita fruta branca com um toque de mel que deixa ele especial.

 

Já provou algum vinho orgânico da região de Penedés? Procure pelo Mas Irene 2003, que tem Merlot e Cabernet Franc em sua composição e encante-se pela sua complexidade aromática e de boca. Vinho pra beber agora, mas que ainda dá pra guardar bem uns dois anos.

Gosta de Garnacha? Prove então o Indígena 2008. Se você gosta de vinho com aromas bem francos de frutas vermelhas, vai se deliciar com esse. O aroma vem de longe quando você abre a garrafa. Além de ter um belo rótulo, bem diferente.

Está em buca de um bom Cava Rosé? O Parés Baltá Cava Brut Rosé 2007 é ótimo! Tem uma coloração groselha muito brilhante, com belíssimo perlage. Final complexo e convidativo para o próximo gole.

Mas se você quer um vinho mais complexo, que tem capacidade de envelhecimento e acompanha grandes refeições, prove então o Pasanau La Morena de Monsant 2006 que é feito com Garnacha Tinta, Merlot e Mazuelo e tem um toque de frutas secas que deixa qualquer um encantado.
E se ainda não estiver satisfeito, vá em busca do Pasanau Finca la Planeta 2005. Esse é anda mais intenso em coloração e está jovem, mas vai ser um grande vinho. É daqueles que você compra duas garrafas: uma pra beber agora e outra pra guardar. Terá um tesouro em casa.


Se você encontrar esses vinhos e provar, me conte depois se gostou. Veja aqui o site da Porto Mediterrâneo e conheça todo o portfolio da importadora. Alta qualidade!

Um abraço

Daniel Perches

Produtor dos vinhos Ostatu vem ao Brasil

A convite da CultVinho, uma importadora especializada em vinhos espanhóis de ótima qualidade – e principalmente de ótimos preços – estive em um belo almoço que contou com a ilustre presença do Sr. Gonzalo Sáenz de Samaniego, que é o produtor dos vinhos Ostatu, na Rioja Alavesa.

Provamos 4 vinhos que eu conto melhor abaixo e já adianto que fiquei muito bem impressionado com todos. Como sabemos que a oferta de bons rótulos espanhóis não é tão farta, vale a pena guardar a dica e provar os vinhos.

Ostatu Blanco Jovem 2008
Preço: 46,00
Produzido com 90% de Viura e 10% de Malvasia, é um vinho muito fresco e bem aromático, imperando os cítricos, com destaque para maçã verde. Boa acidez e final bastante correto. É um ótimo vinho para o calor, para a beira da piscina ou até mesmo para iniciar um belo almoço, acompanhado de saladas. Destaque para o seu ótimo preço.


Ostatu Tinto Jovem 2008
Preço: 54,00
Eu já conhecia esse vinho e tive a oportunidade de provar novamente e constatar que realmente é um belo vinho para se beber no dia a dia ou até mesmo em um churrasco. Bastante aromático com destaque para morango e framboesa. Final médio e com boa acidez. Produzido 100% com Tempranillo. Uma boa compra.

Ostatu Reserva 2004
Preço: 138,00
Agora já estamos falando de um vinho mais estruturado. Produzido 100% com Tempranillo, é um belo tinto, muito encorpado e aromático. Sentimos já toques de carvalho, baunilha e um leve defumado depois de algum tempo. Acompanhou muito bem o cordeiro servido.

Preço: 395,00
Esse é o vinho top da vinícola e é produzido a partir de vinhas velhas com mais de 80 anos de idade. Belíssimo em taça, com uma estrutura impressionante. Um vinho para se beber com calma, apreciando sua qualidade. Ótima estrutura em boca e final muito longo e saboroso. Um primor!
Como sempre, fomos recebidos pelos simpáticos Armando e Sandra, que com certeza estão no caminho certo, pois não só tem ótimos produtos, mas tem bons preços também.

Gloria de Ostatu 2005

Se estiver procurando vinhos espanhóis, vale a pena dar uma olhada no portfólio da CultVinho. O site deles está aqui.

Um abraço

Daniel Perches