Casa Montes, a vinícola gigante que fica em San Juán, Mendoza #winesofargentina

Como já contei, eu estive pela primeira vez na província de San Juan, em Mendoza, Argentina. E lá conheci duas bodegas, a Merced del Estero, que já contei aqui e a Casa Montes. E se você (como praticamente todo mundo) pensa que é uma vinícola da Viña Montes, lá do Chile, está enganado. Não tem nada a ver, só o nome que é igual! :)

A Casa Montes é gigante e a família que é proprietária tem outros negócios como jornais e emissoras de rádio. Eles têm uma vinícola que já é enorme e estão ampliando. Por lá produzem muito vinho e de diversas variedades. De uma forma geral eu gostei dos vinhos deles, que têm caráter e expressam bem as uvas.

Provei desde a linha Ampakama, que significa “Terra de Ninguém” ou “Terra sem Dono” e tem esse nome por conta de um lugar que fica perto da vinícola. Toda a linha Ampakama custa em torno de 32 reais no Brasil, o que me animou bastante. Provei também as outras linhas, Don Baltazar e Alzamora. Também legais, mas com o preço da Ampakama não existe igual. Vale comprar nem que seja só para conhecer.

E no final ainda fiz por minha conta um blend de Malbec com Viognier que ficou bem legal. Se o vinho for produzido, espero receber umas garrafas como pagamento! :)

Vejam abaixo alguns que eu provei e gostei.

ampakama_viognierAmpakama Viognier 2012
Vinho bem expressivo, que me chamou muito a atenção. Ganhou Trophy no Argentina Wine Awards no ano passado. Faz duas colheitas, uma mais cedo e outra mais tardia para compor o vinho. Aromas cítricos, frutas brancas, pêssego. Na boca é bem fresco, bom corpo. Substitui até um bom Chardonnay com pouca madeira.

Ampakama Torrontés 2011
Apesar de achar que não me surpreenderia mais com Torrontés, esse conseguiu. Muita flor no nariz. É bem exuberante e na boca tem mais corpo, mais acidez e mais complexidade. Não é tão simples como os Torrontés em geral, o que deixa ele mais interessante.

Ampakama Intenso Chardonnay 2011
Vinho bem equilibrado, que tem madeira, mas sem enjoar. Na boca também é fresco e bem fácil de combinar. 38 reais.

Ampakama Intenso Malbec 2012
Sem barrica. No nariz não é tão intenso, mas na boca é bem fácil de beber, redondo e com final até longo.

Ampakama Malbec Merlot 2012
Malbec 50%, Merlot 50%. Combina os aromas doces da Malbec e da Merlot,mas bem integrados no nariz. Na boca tem maciez e é redondo. Final é bem tranquilo.

Ampakama Syrah 2012
Bem mais potente na boca, no nariz é OK. Não me impressionou muito.

Ampakama Syrah Tannat 2012
Forte no nariz, frutas negras, terroso, pimentos. Na boca é fácil de beber, sem ser aquela lixa que estamos acostumados no Uruguai. Bem concentrado e muitos taninos.

Ampakama Intenso Malbec 2012
Bom aroma, mas me pareceu que faltou um pouco de corpo para todo o tanino que tem.

Ampakama Intenso Cabernet Sauvignon 2011
Aromas de frutas vermelhas bem clássicas. Na boca tem bom corpo e bastante tanino. Bom para acompanhar um molho vermelho ou carne.

Don Baltazar Malbec 2010
Excelente! É o vinho que é servido nos vôos da Lufhtansa. Aromas de frutas junto com a clássica violeta. Na boca é bem redondo. Um ótimo vinho pelo preço. 50 reais

Don Baltazar Cabernet Sauvignon 2010
Tambem clássico, com leve toque de pimentão, mais estruturado que o Amapakama.

Don Baltazar Syrah 2010
Pimentos negros, forte e potente. Sem enjoar pelo corpo.

Don Baltazar Cabernet Franc 2010
Características verdes de folha,mas sem ser muito forte. Na boca é bem intenso e até rústico,mas sem raspar.

Don Baltazar Petit Verdot 2010
Chocolate, Madeira, frutas negras. Na boca é redondo e com bons taninos.

Alzamora Malbec 2009
Linha Premium. Fazem colheitas em tempos diferentes para poderem ter melhor madurez.

Alzamora Syrah 2009
Vinho que está novo. Não é tão fácil de beber, mas pode ser interessante como sugestão de coisa diferente.

Amapakama Extra Brut
Chardonnay e Viognier. Aroma de fruta branca leve, leve herbáceo, durazno. Na boca o mousse não ético forte,mas bem interessante.

Se quiser saber mais sobre a Casa Montes, veja o site deles aqui.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>