Carm Tinto 2010

Na semana do Encontro de Vinhos, ExpoVinis e todos os outros eventos que tivemos no final de abril, eu tive a oportunidade de provar muitos vinhos legais. Aos poucos vou contando por aqui, mas um fato me chamou a atenção: por coincidência (ou não), eu tive contato e provei muitos vinhos portugueses. E com todas as provas veio também o pensamento e reflexão de quanto vinhos de lá que eu tenho bebido ultimamente. A resposta é até fácil: bem poucos.

Não sei dizer porquê, afinal de contas eu gosto bastante dos vinhos portugueses, tenho vários em minha adega e tenho amigos (e meu pai inclusive) que gostam muito do que vem lá do Douro, Alentejo, Vinhos Verdes, etc.

carm-douro-tinto-2010Mas vamos deixar as reflexões de lado e falar sobre esse vinho que eu ganhei no final do Encontro de Vinhos OFF. É o CARM Colheita Tinto 2010, que é produzido lá no Douro com as uvas Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional. Três uvas características da região que quando juntas fazem vinhos bem legais e equilibrados.

Rótulo bacana, limpo e leve, fácil de identificar as informações. No nariz é muita fruta fresca, cereja, fruta negra. Na boca ele tem uma acidez gostosa e é até leve para o que eu esperava. É daqueles vinhos fáceis de beber e que a gente sempre quer o próximo gole.

Acompanhou uma massa com molho de linguiça calabresa de forma espetacular. Não passou por cima e não se escondeu. Foi um belo parceiro para o prato e a prova de que era bom é que eu ia beber só uma pequena taça e acabei bebendo duas taças “grandes”.

Esse é importado pela World Wine e tem um preço muito acessível. Custa em torno de 65 reais. Se quiser ver mais sobre o produtor (e entender por que chama CARM), acesse o site deles aqui.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>