Calantica Tinto 2010 – Monte da Ravasqueira

Se você está acostumado a beber vinhos portugueses “difíceis, duros e muito tânicos”, você precisa provar o Calantica, da vinícola Monte da Ravasqueira, que fica no Alentejo.

Esse vinho pra mim é um grande achado por dois motivos: ele é bom e barato! E achar vinhos assim, de Portugal, não é fácil. Nem sempre conseguimos essas duas características no mesmo vinho e em geral, uma vem com o contrário da outra. Mas o Calantica é assim: fácil de beber, leve e custa 15 dólares (na Vinci Vinhos).

Produzido com Aragonez (é a mesma coisa que a Tempranillo, mas tem outro nome em Portugal) e com Trincadeira (essa sim, típica de Portugal), o Calantica tem aromas de frutas vermelhas adocicadas, cereja, leve (bem leve mesmo) toque de especiarias como canela e também pimenta.

É daqueles vinhos que você pode abrir com os amigos para beber e jogar conversa fora, mas acompanhado de um bom vinho. É claro que estamos falando de um vinho “de entrada” aqui, mas quem é que não quer ter um desses na adega?

Me empolguei? Exagerei? Pode ser, não sei. Só sei que eu fiquei contente de conhecer o Calantica. Eu vou guardar alguns na minha adega. Tenho certeza que meus amigos ficarão felizes de beber esse.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>