Buçaco Tinto 2005

bucaco_palacio

A cada dia que passa e principalmente a cada garrafa aberta, tenho a certeza de que devemos sim ter bons vinhos na adega, mas termos muito controle e não ficarmos guardando demais os vinhos e esperando aquele “momento super espercial” chegar para abrir, porque isso pode fazer com que você tenha um monte de vinho estragado guardado daqui a alguns anos.

E esse pensamento me veio porque nesta semana eu me encontrei com o meu amigo Alexandre Frias (Diario de Baco / Enoblogs) e a ideia era comer um porco com riesling. Como eu não tinha nenhum branco para acompanhar, resolvi levar um tinto e por sugestão dele, seria um português. Lembrei então do meu Buçaco Tinto 2005, um vinho sem dúvida “diferenciado”, que eu comprei quando estive em Portugal e que como disse, estava na adega para uma ocasião especial.

Buçaco Tinto 2005Nada mais especial para um domingo com amigos. E o vinho correspondeu à altura. Aliás, pra falar a verdade, eu nem conhecia a fundo a história, que fui buscar e vi que por muitos anos ele só foi bebido no Palácio de Bussaco, por grandes personalidades. Isso fez com que o vinho tenha se tornado uma lenda. Hoje é possível comprá-lo (como eu fiz no El Corte Inglés, no Porto, ou na Mistral, no Brasil) e comprovar a qualidade.

Feito ao estilo antigo, é daqueles que tem aqueles aromas de madeira velha e as frutas vão aparecendo aos poucos. É um vinho que vale a pena ir bebendo devagar, curtindo o momento, sentindo o final dele que fica na boca por um longo tempo.

Eu até poderia recomendar algumas comidas, mas sinceramente acho que o que vale mesmo é beber um Buçaco. Faça a comida que quiser e se não harmonizar, coma e depois beba o vinho com calma. Vai valer a pena.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>