Bodegas Callia: gigante em San Juan #winesofargentina

Lembro-me de ter bebido um vinho Callia pela primeira vez há muito tempo e acho até que comprei em um supermercado. Bebi e gostei. Aí fui atrás de conhecer outros rótulos da vinícola e um dia cheguei até o Gran Callia e fiquei maravilhado. Sempre achei os vinhos da Callia muito legais.

Aí, em minha última viagem à Argentina no começo de 2013 eu tive a oportunidade de conhecer a vinícola lá em San Juan e fiquei realmente impressionado. Os caras pertencem ao grupo Salentein e produzem 10 milhões de litros. Dá pra imaginar o tamanho por aí, não é?

E com um portfólio enorme que eles têm, não daria para provar e conhecer tudo, mas fizemos uma degustação muito bacana que me mostrou o que eu já pensava sobre eles. Os caras sabem fazer vinho que agrada a maioria dos paladares. Todos os que eu provei era corretos e é claro que sempre tem  o gosto pessoal, mas nenhum tinha defeito ou algo que me desagradasse. Veja abaixo os que estavam nesta degustação e se quiser se aventurar, acho que tem grandes chances de dar certo.

Callia Alta Chardonnay 2012
Aromas leves, com toques de marmelo. Na boca é mais doce, com final bem marcado. Pode ser que enjoe um pouco no final da garrafa.

Callia Magna Chardonnay 2012
Passa por madeira. Ainda fresco, mas já sente-se um pouco o peso da barrica. Um pouco curto.

Callia Reserva Torrontés 2012
Bastante fruta, marmelo muito presente. Na boca tem boa acidez.

Callia Alta Syrah Rosé 2012
Aromas bem doces, mesclando fruta vermelha com toques até mais adocicados e até florais. Fácil de beber e sem complicação. Um bom rose argentino.

Callia Alta Syrah 2012
Vinho do churrasco com a família. Fácil de beber, com boa fruta, leve e descomplicado.

Callia Reserva Malbec 2011
No nariz traz boa fruta e na boca já é um pouco mais potente. Final médio mas que não deixa aresta. Também bom para churrasco leve.

Callia Magna Syrah 2010
50% do vinho passa por madeira. A idéia é dar um pouco mais de complexidade ao vinho com um pouco de madeira e torná-lo um pouco mais propício ao envelhecimento. Não é difícil de beber, tem bons taninos e final bem leve e suave.

Callia Magna Cabernet Sauvignon 2010
Os taninos estão bem presentes e senti que falta um pouco de corpo, mas é um vinho bem legal. O final dele é muito suave, sem arestas.

Callia Magna Malbec 2010
Boa fruta, leve floral. Na boca é forte e potente, aportando toda a força da madeira.

Grand Callia 2009
Malbec 50%, Syrah 30%, Tannat 20%.
Bem macio na boca. No nariz é elegante e tem um pouco de complexidade, trazendo frutas em geléia. Um vinho de alta qualidade, para abrir e decantar para fazer bonito com os amigos.

Callia Extra Brut
Chardonnay e Pinot Gris. Toques mais herbáceos. É um espumante correto, tem um leve cítrico na boca, que fica até o final.

Se quiser conhecer um pouco mais da Callia, o site deles é http://www.bodegascallia.com/ e quem importa no Brasil é a Zahil.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>