2013 foi o ano do Chateau Cheval Blanc para mim

cheval_blanc

O propósito deste blog é falar sobre vinhos acessíveis e dar minha opinião sobre alguns vinhos que nem são tão baratos, mas que você pode ter dúvida na hora de comprar e pode querer saber como é antes de comprar. Eu faço muito isso: quando estou em dúvida sobre um vinho (especialmente sobre os mais caros, acima de 150 reais) eu pesquiso na internet para saber se alguém que eu confio já falou sobre eles. Se sim, vou ler e aí tomo a minha decisão.

Mas existem alguns vinhos que não precisam de apresentação, de resenha, de post, de propaganda, de nada. Eles simplesmente conquistaram tamanha reputação que vendem (e caro) por si só, como é o caso do Cheval Blanc, um dos poucos Premier Grand Cru Classé de Bordeaux. O “cavalo branco”, um blend de Merlot e Cabernet Franc, é um ícone no mundo dos vinhos e aclamado por enófilos do mundo todo.

Chateau Cheval BlancE para a minha sorte e alegria total, em 2013 eu pude conhecer duas safras deste magnífico vinho. Primeiro foi a safra 1998, que bebi ao lado do Cheval des Andes, o vinho feito pela família em parceria com uma vinícola argentina. Uma experiência muito bacana de ver o estilo de Bordeaux reproduzido em Mendoza. O Cheval Blanc 1998 estava já evoluído, com notas de ervas, tabaco e terra molhada. A acidez dele ainda estava perfeita e com certeza é uma safra que dá para guardar um bom tempo ainda.

E recentemente em minha viagem à França provei o Cheval Blanc 2004, na loja Lavínia (que aliás, recomendo a todos que passem por Paris. Dá para beber grandes vinhos como esse por taça). O vinho estava obviamente jovem, mas que já trazia toda a complexidade de um grande Bordeaux. Daqueles que você pode deixar na taça por horas e ele vai ficando cada vez melhor.

Beber um grande vinho como esse é uma experiência fantástica e para poder entendê-lo é preciso realmente parar, se concentrar e analisar todas as suas nuances. Esse sim vale a pena você ficar lá com o nariz na taça, porque é aí que está toda a beleza. E claro, beber calmamente, conhecendo e reconhecendo os sabores.

Depois dessas duas magníficas experiências, só posso agradecer e desejar um excelente 2014 para todos os meus amigos bebedores de bons vinhos. Que tenhamos muitos motivos pela frente para brindar.

Um abraço

Daniel Perches

 

 

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

    Realmente a Lavinia é uma loja imperdível para quem gosta de vinhos.
    Fiquei até meio tonto lá dentro, com vontade de levar tudo.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>